Como enrolar a aula – 2 – Reloaded

Atendendo a pedidos de milhões e milhões de telespectadores da Europa, América do Norte, Austrália, Japão, Índia, Ibitipoca, Ibiruçu de Dentro, Coroa Vermelha, Lajedo do Tabocal, entre outras metrópolis mundo afora (leia-se, o povo da sala e alguns comentários no post anterior), reuni numa árdua tarefa desgastante sugestões dos queridos coleguinhas e de alguns leitores do blog, informações, bancos de dados, protocolos, relatórios, entre outros documentos confidenciais extraídos diretamente do QG do FBI, que tratem do assunto que mais movimentou esse blog: a capacidade enrolatória (isso soa esquisito) de aulas dos alunos da minha e de outras instituições de ensino.

WARNING: Post Enorme! Não tá afim de ler isso tudo agora? Problema seu! Visite algum site da Xuxa com joguinhos em Flash de “Como montar a roupa perfeita para a sua boneca Barbie…”.

Minha imaginação anda meio fraca. Tanto que no post anterior, faltaram alguns tópicos importantes desse assunto. Esses dias na minha rotina vagabundória internética diária, estava eu tentando localizar mais informações que incrementassem o post. Digitei então no Google: “Como enrolar a aula”. Adivinha o que apareceu primeiro? Nós! Nosso post! E não encontrei (pelo menos nos primeiros resultados da pesquisa) nenhum outro site que falasse de tal assunto. Isso significa que nós, do Class Jokers, somos totalmente e exclusivamente REVOLUCIONÁRIOS! Somos como Isaac Newton em sua 1ª lei que diz: “Todo corpo permanece em seu estado de repouso ou de movimento retilíneo e uniforme, a menos que seja obrigado a mudar seu estado por forças a ele impressas”. Emocionante. Clap your hands. \o/. NÃO, isso é totalmente inútil. Basicamente significa: “se a porcaria tá parada, ela vai ficar parada ali ó!“. O que eu quis dizer foi que o cara acima citado ficou famoso por dizer em palavras chiques para as antas acéfalas da época algo que TODO MUNDO JÁ SABIA! E foi o que fizemos. Juntamos pequenas técnicas individuais já conhecidas por todos e ficamos famosos no colégio e no Google.

Agora chega de blá blá blá. Sei que estás aí se coçando pra saber novas técnicas de como enrolar a aula, já que as antigas foram por mim reveladas no post anterior. Dessa vez, farei um tópico mais abrangente, que sirva tanto para meus coleguinhas do IFBA, quanto para você, leitor vindouro de distantes distâncias. Tchan-tchan-tchan-tchan! Com vocês, o COMO ENROLAR A AULA – 2 – RELOADED!

Lição 1: “Passe Mal”

Assim como no ato da ida ao banheiro, nenhum professor quer ver o aluno agonizando com contrações intestinais, cólicas menstruais (no caso de mulheres, claro), dores na massa encefálica, dores na unha, no cabelo, ou em qualquer parte do olho. Além de ter um pentelho abusando o tempo todo dizendo “Fessôr, to passânu mal!“, o professor corre o risco de receber um processo por não prestar a assistência médica devida ao aluno mentiroso enfermo. Mas é lógico que você não vai passar mal de verdade. Se passar, melhor ainda! Pelo menos não se dá ao trabalho de fingir. Além de gastar aquela aula, se a sua “doença” for mais grave, você pode até ir pra casa e aproveitar o resto do sono na sua cama! “Ins-crí-vléu”. Passe mal com gosto, mas não dê nenhuma risada quando disser isso ao professor, ou então, vai tudo por água abaixo.

Lição 2: Vá à Biblioteca

Todos nós sabemos que a biblioteca de um colégio é uma grande fonte de informações (não melhor que um laboratório de informática, com certeza). Além de te proporcionar conhecimento – coisa que você não tá interessado – a biblioteca possui um silêncio que nenhum lugar do colégio possui. Dá pra dormir tranquilo se não tiver ninguém vigiando. Se tiver, procure um gibi da Mônica ou algum livro interessante (leia-se: não-chato). Caso não haja, pegue seu celular/mp3/iPod, seu fone e aprecie da música do seu gosto. Geralmente monitores não te procuram na biblioteca.

Lição 3: Vá ao Banheiro

Peça ao professor pra fazer pipi. Vá ao banheiro, faça teu pipizinho. Depois, aprecie o belo visual que você não tem no espelho. Admire-se. Terminando isso, converse com outros colegas que estejam no local. Se o seu monitor/assistente de aluno for uma mulher, melhor ainda. Ela nunca vai entrar no banheiro masculino, e vice-versa. Segundo o caro amigo Danilo, pode-se também usar os assentos dos tronos como um lugar confortável para uma soneca, sem necessariamente estar fazendo o número 2. Se não estiver com sono, apenas finja que está evacuando excrementos. O único problema é se algum colega seu te ver fazendo isso; se acontecer, sua reputação já era. “Cagou no banheiro da escolaaaahahahahahaHAHAHAHAHA!”, dizem eles zoando da sua cara enquanto você procura um buraco pra enfiar a cabeça.

Lição 4: Ative o Alarme de Incêndio

O colégio onde eu e os outros 6 desocupados desse blog estudamos não possui alarme de incêndio. Assim, “o mais correto seria incendiar a escola”, como sugeriu o @Professor de Filosofia no comentário do post anterior citando o filósofo Bart Simpson como referência. Só que isso dá cadeia, e tenho certeza que você não quer ir em cana só pra perder aulas. Então, a melhor forma de enrolar a aula, segundo Bart Simpson, seria ativar o alarme de incêndio. Se você possui tal alarme em sua instituição de ensino, bom pra você! Ative-o. Todos os alunos e professores correrão pra fora das salas ao pátio externo, tentando “salvar suas vidas”. Até algum desocupado atestar que não houve incêndio nenhum, com certeza sua aula já vai ter terminado.

Lição 5: Jogue no Celular

Sugerido pela cara amiga descendente de japoneses, @Mayumi (^-^), pode-se também jogar no celular. As opções são muitas: desde o Snake (jogo da cobrinha, ui) do Nokia C3 (aquele que vem com lanterna), até o Need For Speed™ Undercover do meu modesto e humilde Sony Ericsson k550i. Em uma aula chata, jogos de celular são a melhor opção contra o tédio. Uma pena que não se pode expressar as emoções do jogo gritando quando perde-se uma partida/round/sejaláoquefor. CUIDADO: Se o professor for daqueles carrascos e pegar você jogando, diga adeus ao seu dispositivo móvel de comunicação interpessoal. Pode acontecer isso aí:

Lição 6: Ligue o Dente-Azul (Bluetooth)

Também sugerido pela japonesa, a transmissão de arquivos como músicas, imagens, vídeos, temas para celular, programas, códigos criptografados, bancos de dados, ou qualquer porcaria de arquivo via dente-azul é uma alternativa. Porém, para isso você vai precisar de algum outro desocupado desinteressado em assistir a aula com memória sobrando no celular e um dente-azul ligado. Sabe porque eu falo “dente-azul”? Porque Bluetooth é muito difícil pra criaturas primatas como você e porque ninguém fala direito! Tenta falar aí. Provavelmente vai sair como “Blutuff”, ou “Blututch”, quando o correto é fazer aquela coisinha meio esquisita colocando a língua entre os dentes… mas isso não vem ao caso. Os riscos são os mesmos da lição 5.

Lição 7: Cante Parabéns!

Cantar parabéns pra aniversariantes sejam eles professores ou alunos com a intenção de enrolar a aula é a maior demonstração de falsidade. Mas quem, em sã consciência, liga pra isso?! Todo mundo  – inclusive eu – só quer ver o tempo passando enquanto se canta “Parabéns pra você, nessa data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida”. E se tiver o “Com quem será…” é melhor ainda! Além de zoar com a cara do coitado tentando prever seu futuro amoroso, ainda perde tempo de aula. Melhor ainda se o aniversário for de um professor querido por todos. Aí os alunos se organizam, fazem uma festinha pro coitado “com intenção de agradá-lo”, fazendo com que o período de ensino se consuma. Você perde aula, e ainda come doce/salgado que nem um esfomiado, economizando assim o dinheiro do lanche, não é AgaGê? ;)

Lição 8: “Esqueça” algo

– “Fessôr, squeci minha muchila na cantina no intervalo, posso i lá pegá?

– “Fessôr, squeci meu livro na sala de jogos, posso i lá pegá?

– “Fessôr, squeci minha cabeça em casa, posso i lá buscá?

Esqueceu naaada! Tá é querendo filar aula! Faz bem. Esqueça tudo fora da sala antes de começar a aula, assim você tem desculpa pra matar tempo de aula, mesmo que isso te custe o esforço de andar por todo o colégio.

Lição 9: Atenda a uma ligação “urgente”

Está todo mundo concentrado – menos você – na aula quando de repente toca a música do “Cada um no seu quadrado” desesperadamente. É o seu celular tocando. Se o seu professor não for como o da Lição 5, peça-o para atender o celular com a desculpa de que é algo urgente – apesar de você saber que é só o seu namorado(a) ligando pra dizer “tyh amuh, môre” ou que é a sua mãe perguntando “tomou o seu leite hoje filhinho(a)?”. Após sair da sala e atender a bendita chamada, fique lá por fora por mais alguns minutinhos fingindo que tá falando no celular. Isso se chama ser “cara-de-pau”. Cuidado com os monitores de alunos!

Lição 10: Jogue Forca

Inspirado nas antigas práticas penais medievais, o Jogo de Forca te ameaça dizendo que se você não acertar a bendita palavrinha, você vai morrer. Felizmente não é bem assim. Na prática, é mais um passatempo anti-tédio praticado pelos alunos nos recintos educacionais. É claro que você vai precisar de um outro desinteressado na aula para jogar. Caneta e papel na mão, e tome-lhe forca! Aí vai um exemplo (já mostrado no post anterior) de um jogo de forca, protagonizado pelos colegas do blog Tevê Escola e 2Pac:

dsc00044

Lição 11: Leia

Não as apostilas ou livros didáticos, claro, mas aquele livro de cabeceira que você nunca termina de ler (Crepúsculo, né @Mayumi?), ou o novo livro de RPG que saiu, ou a revista Capricho, ou qualquer outra porcaria que te distraia. Você ganha conhecimento inútil enquanto o professor pensa que você tá lendo a apostila. Quem quiser uns livros emprestados, @Maiara tem uns aí, e @Mayumi pode te emprestar o tão famoso Crepúsculo – se ela terminar de ler algum dia… (^-^)

Lição 12: Use o Ar-condicionado – ou falta dele – em seu favor

No caso de nossa escola, o IFBA, já citei no post anterior como se faz pra matar aula usando o ar-condicionado. Porém agora, para você que não estuda na minha escola, ou até mesmo você que estuda mas que possui um ar-condicionado quebrado ou em mal funcionamento ou ainda desligado na sua sala, aí vai a uma dica feita a partir da sugestão do @bruno. Sente-se o mais próximo possível da porta. Ressalto mais uma vez que é necessário que o ar-condicionado esteja quebrado ou algo do tipo ou até mesmo que ele não exista. Reclame continuamente do calor da parte interna da sala e peça ao professor para que ele o deixe abrir a porta para que assim a ventilação no ambiente seja maior. É claro que é tudo mentira. Como você vai estar sentado próximo à porta, espere o professor se virar pra escrever algo no quadro e se mande da sala. O problema é pra voltar para a sala. Se você for um cara sortudo o suficiente pra entrar na sala novamente sem que o professor te perceba – enquanto ele escreve no quadro por exemplo – ótimo. Senão, espere a aula acabar e entre na próxima.

Até aqui já foram 1838 palavras só nesse post. É grande, mas vai te ajudar, podcrê. Como tenho certeza que não citei tudo, peço a você, precioso (nem tanto) leitor que provê nossas visitas que digaí o que faltou. Mas nem pense que eu vou fazer o “Como enrolar a aula 3, 4… 1000”, não. Aguardem apenas o capítulo final da trilogia, feito provavelmente com a contribuição – ou talvez integralmente – pelos pobres coitados dos professores tão tapeados por nós. Em breve (não sei quando), o “Como enrolar a aula – 3 – A vez dos professores”.

by Higor Ernandes™, com a contribuição de vários…

28 comentários sobre “Como enrolar a aula – 2 – Reloaded

  1. NOSS!!!!

    perfeitoOOo ..

    eu xorei kuando vi o nome (sem coments)..voltando o assuntoo!!

    o post ta muito perfeitooOo ..

    essas táticas saum perfeitas

    jah usei kuase todas elas..

    afinal eu tou estudando a uns séculos jah!!

    caraka o video tah muito louko!!

    o professor maluko kebrou o cel da menina !!

    putz essa menina deve ter se matado depois disso !(pediu transferencia)..

    Uii esse post de vcs vai ser sucesso total!!

    parabens !!!

    ihh eu gosto da xuxa e dos joguinhos da barbie!!

    Curtir

  2. putz!!

    ne um dia eu consigo usar metade dessas tecnicas!!

    haua

    deveria ter um curso no cefet :(tecnologia em filar aula ) se isso pode existir..

    só tein os fugitivos de aula!!

    o povo de t.i 1º ano só fika fora da sala…

    meu amigo (eu 2)mesmo .. alem de chegar atrasadoo …
    o povo só ve ele no corredor !!

    isso ae em cima só zueeira ..

    a parte desse post ke fala de:

    Atenda a uma ligação “urgente”

    cante parabens ..

    esqueça algo..

    va a bliblioteca /no banheiro e beber agua.!!

    é muito massa..

    mais a melhor e a de passar mau..pq nunka falha e depois ke vc sai ainda dah pra rir da cara do professor ke fikou preocupado com vc !!

    Corredor é vida!!

    Sala é morte!!

    kkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  3. HIAUEHIUAHEIUAHEUIAHEIUAHEUIAHE
    Higó vc se superou nesse post! o//
    óbvio que aos professores que lerem esse post, agora, CLARO, serei alvo de observação intensa, marcação serrada e tudo mais, mais assim sendo quero ressaltar que eu “enrolo a aula” LENDO, viu?? LENDO :D
    HAUEHUAIHEIAUHEUAEHAIEHUAI
    e não estou mais lendo Crepúsculo, já li serie toda! [ham haaaam :p] comecei outra serie xD
    bom PARABENS meninos pelo blog, tá legalzinho até :P
    HAIUEHIAUHEIUAHEUIAHEIUAEHIU
    bom agora vou tentar prestar atenção na aula de Português! :P

    p.s: ainda vou ler todos os textos desse blog,um dia… ;)
    beijos;*

    Curtir

  4. noosssaaa……

    Gamei.
    Quem tiver a fim de ler gibi, é só falar comigo ou com Maíra. Naão garanto que vou esmprestar, mas… vale a pena tentar….

    Eu prefiro os meus livros de romance (né Loli), mas… cada um tem seu gosto…

    o post tá tdb…. valeu pelas dicas…
    E caso os professores não queiram ajudar a montar o ultimo post da “trilogia”, é só fazer um “requerimento”. Motivo? Perguntem a Dan-dan….

    Curtir

  5. Hehehehehehe…
    Esse post está muito mara…
    Esssa dicas são realmente boas para quem não está afim de assisitr a aula…
    E se queiserem um livro de romance para ler…é so pedir para Maiara que ela empresta…rsrsrsrsrsrsrs..

    Curtir

  6. hahahaha
    amei, melhor que o 1
    a parte do parabens foi mara, nunca tinha pensado nisso shauhsuahushaushua

    update: a escola tem alarme de incêndio na sala dos prof. ou na cotep, em algum dos dois.

    Curtir

  7. cara assim vcs infringiram o legado dos estudantes…os professores tem acesso a esse blog entao elas vao descobrir os nosso metodosi faram reprezalhas aos msms…mas fora isso tah doidao vei…so faltou o metodo durmir na sala de aula…ahahaah

    Curtir

  8. Coitada d iara …vai surgir uma onda contagiante d leitura no ifet d porto seguro …. todo mundo vai ir pra biblioteca
    asuausuasuahsua***

    OBS:( Outro joguinhu além da forca é o stop(adedonha de papel)…
    tbm ajuda mto ….

    O blog tá show ..continuem assim meninos ..

    =****

    Curtir

  9. Não entendo porque o alarme de incêndio tem que ficar na COTEP se o lugar mais provável de ocorrer um incêndio é na cantina (ressalto que ela fica do outro lado da escola)! Enfim, caso ocorra um algum dia, nós alunos de TB matutino, TA 1º ano e TA 2º ano que nos vangloriavamos por ficar bem próximos da cantina, vamos ter a infelicidade de morrer carborizados, mas isso é um mero detalhe.

    Ah, Higór, outra forma bem interessante e bem alarmante de parar a aula é fingir (se você for bem cara-de-pau) que foi roubado durante o intervalo na aula após o mesmo, seu professor provavelmente irá parar a “interessante” (lê-se entediante) aula que dava e pedirá aos alunos que revistem suas bolsas. Ao não encontrar o objeto de roubo na bolsa de nenhum ele – talvez – os fará procurar o objeto pela escola, então quando estiver faltando 10 minutos para o final da aula você “repentinamente”, é claro, avisará ao professor que achou o bendito objeto na sua própria bolsa, pedirá desculpa pela desatenção e jamais fará isso de novo na mesma escola, caso não queira ser descoberto. Nunca fiz isso e nem aconselho, mas as pessoas levementes surtadas – como Ian Moreno e Tevê E – que quiserem experimentar, me contem como foi após a experiência.

    Quanto ao terceiro post, Higór, você pode (in)utilizar sua aula de filosofia pedindo ao professor como fazê-lo, como propus em outro comentário. Fikdik!

    Curtir

  10. Duvido que Moara não tenha feito hein !
    Post perfeeito, tinha que ser meu namorado *.* IHASOIAHSIOAHSAS
    Melhor que o primeiro ;] (indiscutivelmente genialmente escrito tb pelo meu amorzinho :D)

    Curtir

  11. kkkkkk.
    entrei na página atravéz de um garnde amigo muito interessado no assunto…

    adorei, e me indentifiquei em várias dicas na minha trajetória de aluna interessada, ascídua,(isso tudo com um pouco de irônia), inclusive, pra falar a verdade já utilizei de quase todos os métodos citados, são realmente infalíveis….
    vou aguardar as dicas dos ‘mestres’, posso até imaginar algumas…
    gostei da elaboração do contexto, muito legal e introzativo.. e de uma linguagem sem igual rsrsrs..

    OS ALUNOS DO IFBA, ESTÃO DE PARABÉNS.

    ABRAÇOS…

    Curtir

  12. Pingback: Como enrolar a aula 3: os docentes! « Class Jokers

  13. esqueceu de falar pra esconder o livro atrás da apostila.se o professor for daquele tipo que fica “passeando” pela sala,é só deixar o livro “escorregar” para o colo quando ele estiver chegando perto.
    Outra ideia boa é simular uma briga.um aluno chinga o outro,os dois levantam e ficam se empurrando,o professor leva os dois para a cordenação para explicar a briga,e até aí a aula já foi pro saco.quero ver quem se voluntaria para “encenar” a briga.
    Um dos alunos pode dizer que a mãe morreu,e os outros ficarem falando sobre como “sentiriam saudade da mãe”,como a mãe do cara era legal…e os professores ñ vão ter coragem de interromper.no dia que deram a noticia que a mãe de um mlk morreu lá no colegio,agente acabou filando todas as aulas assim.

    Curtir

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s