Reflexão – é realmente o que parece?

É meu povo, a veia humorística tá meio fraca, então aí vai outro post sobre algo mais sério, mas ainda com a mesma irreverência de sempre (quem vê assim, pensa que eu blogo a mais de 2 anos…). Se não tem mentalidade suficiente, vai jogar isso aqui. Caso o tenha, clique aí.

Outro dia estava assistindo TV (afinal, temos que conhecer algo para difamá-lo), quando deparei-me com a notícia de que um Avião havia caído entre o terra brazucas e francesas. Então parei um pouco com meus planos para dominação global e pensei: “problemédeles!”; e retomei meus pensamentos acerca da dominação global.

Porém, logo depois de retomar meus pensamentos para dominar o mundo, percebi que isso seria sensacionalizado de tal forma que seria impossível que fosse corriqueiro, como são muitos acidentes por aí.

E infelizmente eu estava certo. Tudo ocorre dessa maneira que está ocorrendo agora por um simples motivo: todos os passageiros eram pessoas importantes! Só tinha gente rica, Ph.D. em não-sei-o-quê-logia, professor de federal, diretor geral da Petrobrás, Vale do Rio Doce, Tubaína, etc…

Divulgaram muitas informações errôneas e até agora ainda não sei que fim realmente levou o pobre aviãozinho. Primeiro disseram que foi falha elétrica provocada por defeitos no circuitos internos, depois desmentiram porque ele tinha sido aprovado nos testes de segurança; depois disseram novamente que ele tinha sido reprovado no mesmo teste… daí disseram que ele tinha virado um meteoro de pégaso no céu e desintegrado-se, que ele estava voando em altitudes demasiado baixas, em altitude normal, disseram que ele tinha sido derrubado por um raio, por uma pomba (não, a pomba não, essa é a minha hipótese sobre o assunto), disseram que acharam uma mancha de óleo do avião, disseram que a mancha não era dele…. tudo isso na mesma emissora!

Enfim, disseram, disseram e não falaram absolutamente nada!

Na verdade, o acidente ocorreu mais ou menos assim:

O 447 voando ....

O 447 voando ....

Houston, we have a problem!

"Houston, we have a problem!"

tem um alguém muito encrencado, não é mocinho?

"Tem um alguém muito encrencado, não é mocinho?"

Depois, disseram que as pessoas perdessem todas as suas esperanças, pois não havia absolutamente chance nenhuma de se encontrar sobreviventes. Nada que eu não soubesse no começo. Pense comigo, se for capaz caro leitor: o avião caiu no mar, a mais de 500 kilômetros de qualquer terra, a profundidade do mar chegava a 4000 metros, estava ocorrendo uma tempestade na noite do acidente, e existem correntes no local do acidente. Você ainda acha que alguém sobreviveria um dia sequerem condições tão adversas? É, nem eu…

Peço desculpas àqueles que tinham parentes no voo (mesmo sabendo que quase nenhum deles sequer porá os olhos nesse texto que vos escrevo), mas estou um pouco apático, talvez até antipático, à essa situação, pois vejo-a como mais uma saída encontrada pela mídia para conseguir mais audiência, e fazem do sofrimento dessas pobres e desafornutadas (não é a mesma coisa?) almas uma forma de colocar mais pão na mesa. Pensando bem, acho que com isso talvez consigam cologar até brioche….

Enfim, para terminar, se realmente há sobrevivente nesse triste acidente, peço apenas uma coisa para ele: que o avião tenha trazido consigo uma bola de vôlei, e que ele a tenha achado na hora da queda. E pelo amor de Deus, se você tiver uma caixa com você, abra-a! O serviço de correios provavelmente não a entregará ao destinatário correto mesmo…

Não faça como esse indivíduo:

Caso você confie no preciso jornalismo da Globo, aqui tem as respostas para o que você procura. Mas lembre-se de que foi a Globo que disse tudo o que eu queixei-me ali em cima.

Volto a dizer que você não deve levar isso aqui a sério, afinal, o AgaGê é o AgaGê, e isso aqui é só pra mostrar o quão confuso o excelente jornalismo brasileiro pode ser.

Até lá, que Nimb role bons dados para você!

By AgaGê

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s