Romantismo

Não Leia. Não perca seu tempo.

Hai ai…

Foi um movimento do século 18 que foi influenciado pela rejeição das pessoas ao despotismo, aos valores fechados da Idade Média. Foi quando tópicos como o lirismo, o subjetivismo, a busca pelo exótico, a idealização da mulher, o escapismo eram usados em todo lugar. Onde grandes obras foram criadas (as sinfonias de Beethoven, “A liberdade guiando o povo”, etc…)

Blá, blá, blá….

Isso você aprende na escola – e também na wikipédia – mas não aqui no Classjokers!

Antigamente (leia-se quando sua vó era virgem) quem não era romântico ficava na mão – literalmente ou não. Tinha que ficar quase 5 anos só flertando, para posteriormente criar coragem de falar um “oi” (mesmo que não houvesse celular quando sua vó era virgem), aí passar mais 7 anos para criar mais coragem de pedir a mão da pretendida – leia de novo o “da pretendida”; queremos frizar apenas que mulher nenhuma tomava iniciativa – , aí ter mais coragem para pedir a permissão dos pais para então pensar em casamento.

E isso é muito, mas muito, diferente de hoje em dia que todo mundo se trata como galo de rinha, e nem ollha na cara no dia seguinte. Mulheres tomam iniciativa, amores duram um dia, ou até uma festa, e ninguém quer nem saber de namorar. Os valores se perderam, o mundo está um caos, a gripe suína está atacando a todos, e o astro da caminhada reversa veio a óbito. Chorem. É, não tem nada a ver com o assunto, mas é bom citar.

Mas, como não queremos nada com a vida, resolvemos tirar sarro dessa situação catastrófica pela qual o mundo está passando. Se você não gosta que tiremos sarro das coisas sérias, semelhante à mulher da propaganda das havaianas, saiba que nós somos o cara que puxa a singela canção depois do estafante sermão =P!

Antigamente, como explicamos anteriormente, as coisas eram um tanto quanto devagares. O homem sempre tomava a iniciativa, como nos exemplos abaixo:

Antes

Olhava roxo de vergonha, com a face enrubescida, quase tendo um infarto.

Hoje

E aí gatinha, tudo bem? Não quer conversar?

Antes

Olhando para baixo, ainda com a face cheia de timidez. Começava a riscar o chão com a ponta do sapato. Continuava intacto por alguns segundos.

Hoje

Se um coco cai do coqueiro no chão, rola ou não rola? (fazendo cara de “I’m so sexy”)
A garota não responde nada, apenas sorri de canto de boca, o que significa “claro que rola!”. Agarra a fêmea, beija e sai sem dar importância, virando a cara. Parte para a próxima.

Antes


(um grilo faz seu som característico)

Hoje

Você trabalha na Fiat? Porque tu é meu estilo! – agarra a mina tentando arrancar um beijo. Provavelmente consegue. Beija-a e parte para a próxima, tomando uma solução de RedBull+Whisky+Corote+Vodka+Pratudo+Poca-tênis+Milomo, ou simplesmente ingere uma “balinha”.

Antes

– O-oi… – diz o rapaz gaguejando. Nessa hora, pensa que vai colocar tudo a perder.

Hoje

Acorda na cama com uma estranha do lado que ele imagina nunca ter visto. Sua cabeça dói como se enfiassem nela continuamente uma peixeira. Indaga sobre a origem da fêmea ao seu lado, e sobre como ele foi parar naquele lugar. Na verdade, indaga sobre tudo o que aconteceu antes da solução previamente citada ou antes da balinha.

Antes

– Meu nome ééhh.. Ronaldo… e o s-seu? – soando frio, com a mesma emoção de um paraquedista que acabou de saltar e descobre que seu paraquedas não funciona.

Após mais 42 encontros, todos na porta casa da moça, sem manter o mínimo contato físico, e quase que sem manter inclusive contato visual, trocando cartinhas de amor, somando cinco anos de paquera, o mancebo pede a mão da mocinha em namoro. Mais dez anos anos depois e ele pede a mão dela em casamento dentro do seu Fiat 147, ouvindo “Emoções” de Roberto Carlos.

Você tirando onda com sua caranga, antes de pedir sua muié em casamento.

Mas peraí. Estamos falando de um movimento que ocorreu no século XVIII, certo? Porque citar Roberto Carlos que já deve ter seus 300 anos que é tão recente, comparado a esses acontecimentos?

Porque o Romantismo foi um movimento de tamanha importância para a sociedade da época que deixou um legado sentimental até os dias atuais, e fez o homem parar de dar mais valor ao seu arsenal de guerra e sua montaria e valorizar a (aparente) beleza, delicadeza, suavidade, sutileza, enfim, todos esses aspectos positivos e chatos que uma mulher possuía e que infelizmente foram não perdidos, mas não mais valorizados como antes.

Sua mulher. Um exemplo de delicadeza.

Nos dias hodiernos, a imagem da mulher vem sendo banalizada e o espírito romântico se perdeu nos homens. Até porque, “Cabra ômi de verdade num tem esse negóço de romantirmo não rappa. É ‘ô vai, ô racha!’, cumpade. É u Curintcha, mano!“.

Veja outro exemplo de como as coisas mudaram:

Antes

(dois rapazes conversando sobre uma moça que ajeitava o sapato)
– Uauu… que canelas! – dizia o primeiro entusiasmado.
– O.O – fazia o outro.

Hoje

(dois rapazes conversando sobre uma moça que ajeitava o sapato)
– Já peguei… – diz o rapaz com despeito.
– Eu também.

O comportamento da sociedade modificou-se muito desde a época do movimento em questão até os dias hodiernos. Sua avó por exemplo, gastava duas vezes mais lã de ovelha a produção de roupas. Hoje, com um pedaço de jeans de 70cmX10cm é possível produzir uma saia-jeans e com o resto, um top. Com TODA ESSA ROUPA é possível ir desde à praia até uma reunião na cúpula da ONU. Para o caso de sentir frio, o acréscimo de um colar e um par de brincos resolveria o problema.

O romantismo mudou drasticamente a maneira de pensar e agir das sociedades ao redor do Google Earth mundo. A mulher hoje em dia porém – depois de tanta bajulação – está perdendo toda a sensibilidade a ela atribuída no século XVIII. Felizmente – ou infelizmente – ainda há mulheres que apreciam as atitudes românticas dos homens. Isso implica num gasto maior com presentes, numa maior puxação-de-saco de seres do sexo feminino.

Portanto, meu caro, não tente ser romântico com sua namorada ou com a garota que você quer “pegar”. Um Lamborghini e uma conta gorda reduzem seu trabalho em 90%. Caso contrário:

SE FERROU! Nesse caso, sua mão ou a de um companheiro aguardam-lhe!

Lembre-se que este artigo é feito por “Cabra ômis“. Se você discorda, probleméssêu!

By Classjokers

11 comentários sobre “Romantismo

  1. Sou uma daquelas que apreciam, digo que MUITO apreciam, as atitudes românticas…
    ps: fiquei tão empolgada ao ler o título do post LÇSKAÇLSKA

    Curtir

  2. que bonitinho Ernandes *-*
    preciso compartilhar algo com vocês… hoje meu amigo me perguntou se eu lia esse blog, assustada com a pergunta falei que sim, ai ele disse que também lia e falou todo empolgado que acha esse blog tri legal, melhor que o do nosso amigo [Nerd Calculista] KKK achei tão estranho vindo da parte dele, enfim… precisava falar LÇKSAÇLKSÇA bjs

    Curtir

  3. @Laís
    Não deixa Você Sabe Quem ler isso, hauehauhauehuaeuhae

    Mas o Almeida, é o Almeida. 1 minuto de silêncio pra ele. u.u

    Que bom que estamos progredindo!

    Curtir

  4. Veyyyyyyy tu e fodasticooooooo! Cara sou mulher, mas cara vc e mttt engraçado eu tinha lido uma outra materia e achei mtt engraçada ado q os meninos odeiam nas meninas kkkkk) ow a cantada do coco mato eu de ri!tu e fodao continue assim! Qualquer dia a gente marca um dia pra nois joga video game…adorooo joga play3
    ps: sou mulher msm…e nao so lesbica gosto SO de homem ;p

    Curtir

  5. Pingback: Fim | Class Jokers

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s