Se livrando da culpa

Xi maluco, ferrou de vez!

Xi maluco, ferrou de vez!

Eu acho que, assim como eu, você já deve ter passado por inúmeras situações em que é possível contextualizar a frase : “Agora ferrou de vez”, a foto acima é um exemplo perfeito disso.

Este post é pra você :

Se sua mãe leu seus históricos de red e pornotube, se você derrubou uma colméia de abelha e elas perceberam, se o cristal mais caro da sua mãe quebrou num jogo de hóquei dentro da sua casa,se você matou alguém e não sabe como proceder com isso, se você estava tentando dominar o mundo e alguém encontrou seu laboratório secreto, se você usa da expressão “ferrou de vez” mais do que usa a expressão”oi” ,se sua namorada que te disse que é virgem engravidou, etc…

Tá, se o último listado ocorreu, sinto dizer-lhe, mas você carrega um peso a mais com você, mas para todos os outros vale.

Bom, como você deve ter notado, não sou uma pessoa comum, eu sou meio que nerd. Mas nem tampouco sou um nerd comum, até porque eu não sou aqueles caras que quando veem que a bagaça não vai dar certo começam a arregar. Eu sou Cabra ômi, e além do mais, eu tento ser mais esperto que a maioria das pessoas . Desculpaê a megalomania – se você souber o que é – mas é a pura verdade. E é como eu acho que todos deveriam ser.

A maioria das pessoas só tem o nome envolvido na bagaça por um único motivo: Não leem o ClassJokers São burros (embora os dois estão comumente interligados), porque bastaria fazer algumas coisinhas de rotina que você viveria tranquilo e feliz para todo o sempre. E é com esse ataque de memórias sobre minha infância, como aquele que eu tive a um tempo atrás, que eu vou desenvolver esse texto.

  1. Jogar a culpa em outra pessoa: Essa é a mais clássica, assim como a mais eficaz. O erro da maioria das pessoas é falar “não fui eu” em vez de “foi fulano“. Falando a primeira frase, você estará atraindo toda a atenção e suspeita para cima de você (“será que não foi ele mesmo?“). Então o lance é jogar a culpoa em outra, “foi 2pac!” é o exemplo que eu mais gosto de usar, pessoa, para que toda a atenção e suspeita perdure sobre ele (“será que foi realmente ele?”). Ora, se o ele em questão está na escola, ou caçando coalas na austrália, pior pra ele, que terá uma recepção bem pouco calorosa…
  2. Fingir que nada aconteceu: Essa só funciona se descobriram a bagaça armada, mas não descobriram quem foi. Se isso ocorreu, você pode simplesmente fingir que nada aconteceu e sair assoviando “garanhão do brega“. Ou, como bom sacana que você é, pode tentar ajudar a descobrir quem foi, livrando-se assim, automaticamente da culpa. Ou você acha que crime sem solução não foi praticado por algum policial safado e sem vergonha?
  3. Culpar o vício: Ora, se tem uma coisa que o ser humano é hoje em dia é fraco. Antigamente não, se você contasse a alguém uma historinha trsite e melosa, essa pessoa te estapeava até o nariz ir parar na orelha e perguntava se você era bicha, mas hoje não. Hoje ela te encaminharia até um serviço de psicologia, que iria te fazer perguntas até que você tivesse a ilusão de se sentir melhor. E qual maneira melhor de comover as pessoas com historinhas tristes e melosas do ue com histórias de vício? pode ser qualquer vício, maconha, cocaín, cheiramento de gatinhos, PW, bombinhas pra asmáticos (que por sinal são EXTREMAMENTE viciantes), etc… Basta inventar uma historinha melosa e dramática sobre como seus maus amigos te influenciaram a entrar naquilo que a pessoa logo se dereteria em lágrimas. Mesmo que quebrar uma vidraça com uma bola não tenha absolutamente nada a ver com seu vício de estar jogando PW, mas…
  4. Esconda as evidências: Essa é a mais clássica. Quem nunca quebrou uma janela e enterrou os cacos, depois pondo a culpa na idade do pai dizendo que a janela havia sido quebrada a muito tempo por uma chuva? Para isso basta esconder as provas de seu crime em algum lugar longe, de preferência que não possa ser ligado à sua pessoa. De mais preferência que possa ser ligado a uma outra pessoa. De mais preferência do que a anterior que possa ser ligado a seus irmão mais novos. Assim, você pode continuar tranquilo quanto ao seu crime.
  5. Compre um álibi: Este item é excelente, porque você pode estar mentindo mas sua testemunha – em tese – não. Por isso aquele amigo do peito seu, que por sinal provavelmente está envolvido na treta, é um excelente cara para dizer para a pessoa que te julga: “não foi ele, ele estava comigo o tempo todo”, o que de fato será verdade, se ele estiver envolvido na treta… E você continua feliz cantarolando “garanhão do brega“… (ou “I will survive”, se você é do lado jovem da força, vai saber né?)
  6. Agora: Já descobriram que a bagaça ocorreu? Já descobriram que fulano estava num safária caçando coalas na Austrália?, Já acharam as evidências? Já descobriram que seu álibi participou da treta junto com você? Então, meu infeliz e azarado leitor, a solução é: Corra! O mais que suas canelas puderem. Se você achar que o que elas correm não é suficiente, tire-as e corra mais ainda, pois é o único jeito de se livrar da coisa, e poder cantarolar – enquanto corre, óbvio – “garanhão do brega“/”I will survive”.

Bom, espero que com essas linhas de sabedoria milenar de minha consciência eu possa ter te ajudado a se livrar de muitas encrencas. Agora não deixe de retribuir o favor e toda vez que você se safar de aguma coisa, acenda uma vela pra  Nimb e leia o ClassJokers.

Porque eu sei que, até lá, ele vai estar rolando bons dados para você!

Gostou? lê e comenta, sua mula!

O texto “Se livrando da culpa” é uma produção de humor. A equipe Classjokers™ Não se responsabiliza por eventuais loucos psicóticos/cientistas maníacos por dominação global/serial killers/aberrações aliens que façam maus uso dessas linhas. Por isso, não tente matar ninguém e culpar o vício no ClassJokers viu malandrinho?

9 comentários sobre “Se livrando da culpa

  1. Caracaaa!! Todas as opções acima são ótimas,já utilizei todas,ou quase todas,mas a melhor delas é esconder as evidências e por a culpa na idade do pai !!! Fazia isso com muita frequência,pq agr eu ando culpando a coitada da empregada …. ahahahahahahaha

    Curtir

  2. geralmente eu levo a culpa das coisa ja q sou o irmao mais novo
    porem finjo q nada aconteceu ou conto historias sobre cheira gatinhos (altamente eficiente)

    Curtir

  3. Como Homer Simpson disse uma vez:
    na culpa é minha e eu boto ela em quem eu quiser;

    ou:

    existem três frases que te levarão longe na vida: “nao diga que fui eu”, “oh boa ideia chefe” e “já tava assim qndo cheguei”

    Curtir

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s