Afinal, o que é isso?

Antes de mais nada, eu gostaria de dizer que não estou discutindo gostos ou qualquer coisa do tipo, mas apenas fatos e a minha visão sobre esses fatos. Se você idolatra o deus MTV, gosta de Fresno, NxZero e coisas do tipo, por favor, saia daqui, tire o blog do seu histórico, pendure uma corda no pescoço e pule de uma cadeira. Em resumo para o seu entendimento binário, acabe com essa condição deplorável e triste condição que você conhece como existência.

Bom, não sou um profundo conhecedor da história da música, nem tenho Ph.D. em música ou qualquer coisa do tipo, mas eu tenho um real discernimento do que é estilo e do que e/não é porcaria, e é sobre isso que eu quero falar.

Mesmo passando pela adolescência num período conturbado da história da música, onde bandas que se vestem igual mulherzinha se acham punk-hardcore,  que a MTV se tornou mais pop que alternativa, eu tenho um gosto mais antigo, e menos convencional. Eu me lembro que, antes da MTV ser transmitida pela parabólica, ela tocava algo um tanto quanto misto, não era nem 100% emo, ou melhor, 100% rock-light-melacueca-que-se-acha-hardcore-só-porque-sabe-usar-a-distorção-no-mínimo-e-se-veste-igual-uma-moça, como é hoje, nem 100 hip-hop/metal como eu gostaria que fosse. Era um meio termo entre as duas coisas, era uma coisa que eu gostava de assistir sempre que podia.

Porém, como tudo que é bom, a música foi deturpada. Como a maioria das pessoas não gosta de verdade de rock, mas precisa seguir moda, um novo estilo surgiu para agradar a falta de tato dessas pessoas sem utilidade prática, o pop rock. Lógico que existem pop rock’s de boa qualidade, que não se esqueceram do que são realmente, mas a grande verdade é que a maioria dos pop rocks se esqueceram do rock e viraram simplesmente um pop com uma guitarra e bateria. Devido a esse fato, a MTV tornou-se hoje pra os jovens o que a Globo é para os adultos, manipuladores de gosto e opinião, empurrando tudo que o consumo da época acha conveniente para as telinhas de todos os vegetais em suas casas. Ensinando aos jovens que ser colorido é legal, mesmo que aquela cor seja o vermelho do sangue da mão-de-obra semi-escrava.

(pausa para admirar minha última frase)

Vamos aos exemplos.

Eu sou um grande fã de System of a Down, tenho os 5 álbuns da banda no PC, e mais algumas músicas de singles. Mas, diferentemente da maioria, eu não conheci System o f a Down por B.Y.O.B., nem parei de ouvir quando a banda se desfez. Eu conheci de bobeira no Mp3 de um colega, gostei e comecei caça aos downloads e ainda ouço, mesmo depois de 2 anos. Mas, depois de ouvir System Of a Down à exaustão, comecei a reparar em coisas além da letra e do ritmo alucinógeno. Então, depois que eu comecei a pensar em falar mal dessas bandinhas, comecei a analisar o arranjo dessas músicas. Reparei que a maioria dessas músicas eu conseguiria tocar a parte de percussão, após alguns ensaios, mesmo nunca tendo tocado bateria de fato. Agora as músicas de System of a Down nem o senhor Higor Ernandes, contido em todo seu espírito de viciado em seguramento de baquetas, conseguiria chegar perto.

Olhe uma coisa, analise você mesmo o arranjo dessas duas músicas.

Bom você é muito burro pra fazer isso, então lá vou eu. A 2ª música usa distorção na voz, com isso até eu canto bem. Depois, se você prestar bastante atenção na guitarra, vai ver que ela tem notas muito esporádicas, e o som fica até o final antes de trocar de nota. Depois, bateria bem fraquinha. Mesmo as viradas aprecem o normal da primeira música. Agora, a primeira música começa com violão em música de metal. Não é o que se vê por aí, né? Depois, o baterista do System of a Down manipula suas 400 caixas e seus 300 pratos com perfeição, a bateria dele é 2 vezes maior que a segunda, a guitarra troca de nota toda hora. As vezes eu me pergunto quantos braços esse cara tem pra tocar assim. E o vocal não é nem 100% gritado como muitos acusam, mas usa de gritos e suavidades com perfeição. Quer ver uma coisa? veja qual é mais complexa na cifra. Preciso dizer mais alguma coisa?

“Ah AgaGê, aí você apelou, pegou uma musiquinha que não é das melhores e colocou frente a uma que foi um hit consagrado.”

Não tem problema, faltou um aspecto para discutir, então nada melhor do que inverter os papéis. Peguei uma música pouco conhecida de system of a Down e comparei com uma música bem conhecida, que por sinal foi escolhida por vocês internautas sem discernimento, como hit do ano no VMB. E pra não ser injusto, ambas as músicas têm o mesmo tema.

Highway song – system of a down

Cartas pra você – emoNxZero

A segunda música é extremamente clichê. Pois fala de amor da forma mais convencional, além de ser pobre no quesito palavras. Agora veja a primeira por si só.

Veja que essa crítica foi feita por uma pessoa com conhecimento musical quase nulo, munido apenas de um google, uma opinião e vontade de ver sangue voando por causa da polêmica. Agora imagine um crítico musical falando, hein?

Se você me acha esquisito só porque eu gosto das músicas mais bem trabalhadas, meus sinceros pêsames pelo rumo do seu intelecto…

Quer me matar? quer me enviar uma carta com anthrax? Pare por um segundo e analise o texto. Existe uma coisa chamada verdade, e outra chamada opinião. Não posso julgar você apenas por gostar de outra coisa. Mas é como disse o nosso querido professorinho “Você pode até gostar de porcaria, mas tem que admitir que é porcaria”.

Então, até que o mundo mude…

…que Nimb role bons dados para você!

P.S.: antes de você clicar no botão enviar ali embaixo dizendo “aiinnn, Cine é bom sim seu feio!” gostaria de dizer que comentários sem noção ou fundamentos serão deletados sem perdão nenhum. Se quiser vir com um comentário produtivo, será aceito, mesmo que nele alguém do blog  seja duramente criticado e fique mais pra baixo que submarino afundando.

26 comentários sobre “Afinal, o que é isso?

  1. é, bom ponto de vista

    maaaaaaaaas, S.O.A.D. apesar de eu gostar, é muito experimental e som experimental é louco. não faz sentido.

    e só mais um ponto: lá em cima vc fala que preferia hip hop também
    hip hop não é rico musicalmente,
    já que nem considerar musica podemos ‘-‘

    mas bom ponto de vista, concordo nas idéias!

    Curtir

    • @Gary: ufa! Quando vi o primeiro comentário achei que ia voar algum tipo de voadora internética ^^
      Mas você diz que hip-hop não é rico musicalmente. Todavia, aqueles que me agradam tem uma riqueza lírica muito maior do que se encontra em todos os ritmos, um exemplo que esteve muito acessível foi a música “triunfo” do emicida, que esteve concorrendo ao VMB. Não tem riqueza musical pois só se trata de uma beat, mas é poesia pura xD. Não é o ideal de música, mas está longe de ser algo ruim.
      Além do mais, não gosto de hip hop gangsta (50 cent, ja rule, etc..) muito menos de stronda.
      Mas obrigado pelo comentário =D

      Curtir

  2. Tengo sólo una cosa a decir…
    Cada um é feliz com um tipo de música, não se discute se uma música é boa ou ruim pelas cifras ou por abordar melhor um tema, Nx/Cine pode ser ruim para ti, mas essas músicas tocam o coração de outras pessoas e as fazem felizes, acho que é isso que importa.
    Acho patético discutir gosto musical. Não acho legal ser anti alguma banda e sair fazendo comparações .-.
    ENFIM, respeito sua opinião e meu coração continua aberto.
    Adoro o senhor, Agagê :D s2
    Ps: Fiquei espantada por conhecer as músicas de S.O.A.D. XD

    Curtir

  3. IUASHDAIUSDHIASUDHIUEHIUASHDIEUAHSIUDHEI

    e daí a letra? e daí o arranjo? e daí o system off a down?
    odeio soad, odeio a mistura, o ritmo e o vocal, sendo que antes de dizer isso, escutei a discografia toda.

    existe uma coisa chamada verdade, outra chamada opinião, se vc gosta de porcaria, pelo menos assume que é porcaria, não estou aqui para discutir gostos (pausa para admirar a citação).

    se vc gosta de arranjo e letra, vai escutar mpb.

    :)

    Curtir

  4. Concordo com você.
    Tenho saudades do tempo em que a MTV agradava todos (ou quase todos) os gostos, coisa de 6-7 anos atrás. Hoje assisto mais MTV pelos programas de humor, porque quando começa um programa relacionado a música já mudo de canal na hora, já que hoje só toca hardcore ou algo do tipo.
    Não é a questão de gosto musical, mas sim o fato de a MTV só tocar praticamente um estilo de música, e ligando o “foda-se” pra quem gosta de outros estilos musicais.
    Acho que se trocar o nome de MTV pra HMTV (Hardcore Music Television) não vai fazer diferença. =/
    Agora melhor eu parar de escreve que já esta ficando maior que o post. hahahahahah

    Curtir

  5. Olá, sou novo por aqui, e gostei da matéria.

    O povo diz que “música não se discute, assim como religião e futebol”.
    Bobagem das grandes.
    Quando chegar o dia em que o ser “rumano” deixar de qualificar o que ouve/crê/faz, podemos voltar a subir em árvores e coçar a cabeça um do outro.

    Música em particular, é um campo que, de tempos em tempos, entra em decadência. Como agora, com bandas sem expressão nenhuma, “artistas” que são quase semi-deuses e letras dignas de poemas em portas de banheiros públicos.

    Foi-se o tempo onde artistas como Mutantes, Sepultura, Deep Purple, Led Zepellin, Bob Marley, Lionel Richie, Rod Stewart e tantos outros tiveram sua parcela de importância. Não que não sejam ainda hoje, mas as produções mais recentes, mesmo desses gigantes, não chegam a fazer história e marcar épocas, como antes.

    Não vou entrar no mérito de qualidade de harmonia, arranjo, complexidade de partitura etc. Tudo isso não desmerece artistas como Ramos, por exemplo, que deixaram a sua marca com 3 acordes apenas. Dá pra criar emoção com somente uma nota! (vejam o arranjo do tema do Coringa no The Dark Knight, é arrepiante).

    Enfim, esse papo é muito gostoso, mas eu tenho que ir trabalhar.
    Voltarei a visitar esse site!

    Abraços pra todos.

    Walmir.

    Curtir

  6. concordo .. eu tambem gostada de assistir Mtv e deixei de gostar por esses simples motivos de qualidade

    mas .. a critica da comparacao tambem nao eh a forma correta de expressar um ponto de vista musical .. resumindo o que a leitora Lais falou nao existe base para gosto, cores e amores

    minha sugestao AgaGe eh que vc dedique seus textos a apresentar aos seus leitores como a musica te conquistou naquele tempo e/ou o porque vc aprendeu a tocar guitarra e outros instrumentos musicais .. e para sustentar meu ponto de vista eu comparo com politica .. aqueles candidatos que falam mal dos outros politicos a gente concorda, apoia, discute e briga junto por sustentar a mesma opiniao, mas aqueles que inspiram as pessoas pela busca de algo melhor nos conquistam no ato

    Curtir

  7. Graças a Deus temos a Internet e não ficamos refém destas carniças que dominam a Tv e as radios através dos jabas.
    Fim ao caos: Bostonautas, NX Emo, TPM 22, KLB (Kredo, Livre-me desta Bosta), trilhas de novelas etc. “Vocês não valem nada e NÃO gosto de vcs” Já é…

    Curtir

  8. Cara o que vou comentar… acho que sou você radical ao cubo! Adoro o rebuscamento do Rock Progressivo, adoro Yes, Genesis de Peter Gabriel… consigo admirar ao mesmo tempo Bach, que eu considero o maior gênio musical de todos os tempos, e The Clash, que é Punk de qualidade!

    Sem essa de ficar preso a modinhas, estilos, gostem de música, mas música de verdade!

    Curtir

  9. Sou da mesma linha que o Walmir: acho que música é só mais um dos assuntos (o que inclue RELIGIÃO e FUTEBOL) que deve ser discutido, sim senhor!

    Acho que a sua análise foi muito humilde e competente no que queria passar, e acho acima de tudo que qualidade musical não tem relação com estilo; basta recorrermos a tantas grandes bandas aí pelo cenário nacional e internacional que são os mesmos mas já não fazem aqueeeeeela música toda…

    Posso soar xiita, mas pra mim Cine é ruim simplesmente porque é pobre mesmo, e acho uma puta falta de senso crítico querer afastar tal discussão.

    Curtir

  10. tudo bem, escrachar o som dos anos 90 pra cima pq nada presta mesmo, porem, colocAr S.O.A.D no topo do seu orgasmo mental, concordo que a batera do John é foda, enorme, milhares de pratos, mas nao ha nada de espetacular nas musicas, guitarra com refs de uma corda só, o grande diferencial é pq os caras parecem uns terroristas de um som contagiante, agora se vc comparar S.O.A.D e tudo o resto dos anos 90 com bandas como Vougan, Symphony X, Lynard Skynard, creedance, oficina G3, iron maiden, metallica ou até mesmo a grande merda do Slipknot vera oque é combinação de tecnica, e criatividade, a grande questa é que de uns tempos pra ca as bandas nao sabem mais usar a criatividade com a vontade de fazer oque gosta, apenas ligam pro montande de cache que ganham a cada show, um dos motivos de S.O.A.D ter acabado, deixaram de fazer oque gostavam, pra fazer oque vendia

    Curtir

  11. Quando era pequeno, escutava aqueles sertanejos (Chitãozinho e Xororo e derivados) que minha mãe colocava no k7 player enquanto arrumava a casa. Até então era aquilo que eu gostava, era aquilo que eu conhecia. Depois com mais idade e indo para escola comecei a escutar tecno (época dos cds Overnight, Toco e outros), mas tudo porque era o que o pessoal que eu conhecia gostava e escutava. Mais tarde na adolescência achei alguns discos (bolachões) que meu pai tinha guardado lá encima da estante (Black Sabath, Deep Purple, Pink Floyd e outros clássicos) e como achei “legal” os desenhos da capa resolvi escutar. Naquela hora sim percebi que aquilo era o que eu gostava, aquilo era o que eu queria.

    Hoje escuto muita coisa, desde o rock até mpb, não acho que existe certo ou errado, apenas existe o gosto de cada um. O problema é que a mídia influi muito no gosto da molecada e isso não é bom. Você olha os moleques de hoje, não sabe quem é quem porque tem o mesmo corte de cabelo, vestem as mesmas roupas e fazem a mesma coisa.

    Agora em um país que o pagode (aquele meloso, feito para ganhar dinheiro) fez sucesso, onde o grupo Tchan fez sucesso, entre outros lixos, não fico abismado com essa nova “moda” dos EMOS.

    Curtir

  12. Calma, calma, adolescentes de 2009 o rock é assim mesmo de 20 em 20 anos aparece algo bom, voces estão vivendo a fase dificil, quem sabe no futuro apareça algo melhor, apesar de achar que hoje em dia tudo é copia de 20, 30, 40 e 50 anos atras ninguem inventou nada novo, só incrementou ou misturou mas novo mesmo nada.

    Curtir

  13. Cara legal o que vc falow mais e o seguinte
    `musica boa emusica antiga e nao se discute`
    para aqueles apaixonados por legiao como eu entendem que hj as musicas so so ma modinha e naum um estilo de vida que levavamos a decadas atras
    rock e o ritmo mais questionado de todos os tempo pq podiamos nos expressar e criticar e xingar quem merecesse hj as musicas sao para falar que o rosa naum e mais de mulher que vc podi se vesitir de gay e ser homem!
    cara musica boa e musica trabalhada e isso e obviu!
    led,pink, a galerinha que morria de trabalhar para fazer uma musica boa que o diga e pronto!!!!!
    EMOS saum so mais uma coisa que querem que seguissemos,ipnotizaodos, que a tv nos passa!
    como ser magro e forte serve para ser feliz!!!!
    aff… sou gordinhu, loko, amo rock legitmo,e sou feliz
    que acabelogo essa modinha ridcula que fizeram para nos fazer de zumbis

    Curtir

  14. a arte de criticar não pode se limitar a uma analise de apenas uma musica entre tantas que existem, uma analise mais valida levaria em conta a evolução e a trajetoria de cada artista, suas escolhas e como estas escolhas foram aproveitadas ou não na sua arte.
    de outra maneira a critica se resumiria a apenas uma opinião travestida de constatação seria.
    seu texto é uma constatação, nada mais que isso.
    aguardo a critica.

    Curtir

  15. Tenho uma preferência musical um pouco diferente da sua,mas concordo plenamente com oq disse(E concordo q system of down é uma bando foda, mesmo não sendo minha preferida,pois eles fazem o dever de casa XD).Estamos passando por momentos de música vendida vindas de bandas superficiais e forçadas não só no âmbito emo mas em varios outros campos musicais, e deus salve a internet, pois graças a ele podemos encontrar e apreciar música de qualidade, sem sermos zumbis da midia.Fimalmente, vc e seu texto estão de parabéns..
    Não conhecia o blog, mas se tiver + artigos desse nível estarei sempre lendo e comentando por aqui.

    Curtir

  16. Amigos,
    Que “perca” de tempo, hein?
    A MTV não é idiota. ELa toca o que a maioria da galera curte.
    A maioria da galera curte, pq toca o coração da maioria. Apreciação musical não tem a ver com número de acordes, construções poéticas animais, super arranjos… É algo q nõa dá pra explicar. Que foge da intelectualidade. Qual é a diferença entre gostar de um estilo por “modinha” ou pela quantidade de acordes ou pela complexidade do arranjo? OS dois são idiotas. PQ vc não está gostando da música em si, e sim do que ela representa no seu grupo (no caso, estar na modinha ou ser intelectualóide ou “alternativo” )

    Entendo o que o autor escreveu, pq já tive a mesma opinião…
    Só q com a situação musical de uns 10 anos atrás. Rs
    Saiba que é sempre assim.
    Quando o metal surgiu, a galera que já ouvia outros sons achava escroto… quando o rock surgiu, tb… galera achava barulhento…
    QUando o Jazz surgiu… achavam q era uma música de preto que tinha menor valor…

    Daqui há 10 anos, vão vir outros estilos e a galerinha que curtia Nxzero vai achar um lixo esses novos estilos… e os adolescentes vão ADORAAAR!
    É assim, amigo. Vc está começando a ficar adulto, e a tendência é piorar!

    AHUUAUHHAUA!

    Curtir

  17. já concordei com você um dia, mas hoje ouço não só o que é bom mas aquilo que agrada meus ouvidos e meu coração, que me faz sentir melhor que me faz pensar, que me da uma sensação boa.
    Não deixei de ouvir metal, mas estou aberta pra todos os estilos musicais, sem me preocupar se são “bons” ou “ruins’.

    Curtir

  18. Concordo plenamente com tudo o que você disse.Acho que o povo hoje em dia nem se preocupa se a musica é de qualidade ou não,mas sim importam-se com o que os outros ouvem.Todo o rock,todo tipo de metal,todo o tipo de punk,sim!isso sim é musica! vlw :)

    Curtir

  19. Existe uma tendência natural de achar que tudo que é novo é ruim,aposto que falaram horrores do Elvis lá no começo da carreira dele e dos beatles também.Até o hoje respeitado AC/DC do meu nick já foi duramente criticado nos primórdios enfim o gosto musical de alguém que nasceu há décadas atrás é bem diferente dos jovens e será assim com as futuras gerações…

    Curtir

  20. cara, antes de qualquer coisa parabens pelo post. não li os comentários então se for parecido com o de alguém me desculpem. eu venho de uma familia que vive da musica, não dela propriamente dita, mas sim da industria. Minha tia é dona de uma gravadora aqui no RS, meu pai trabalhou muito tempo lá, minha mae trabalha ainda, meu tio é musico, compositor e produtor e tenho um primo que tem uma banda de metal, então eu aprendi um pouco a ver/ouvir como é musicade qualidade. Hoje eu me deparei com um clip da banda nxzero passado na mtv. eu sinceramente não acreditei que aquilo tava passando na e que muito menos tinha gente que parava e escutava/via ou que gostava. pra mim isso não é musica, é só algo vendavel pra pessoas que nao tem um gosto musical definido ou bom. eu acho que o dia que esse tipo de pessoa for mais velho e olhar pra tras certamente vão se envergonhar de seu passado. com tanta banda boa, que como system não existe mais, mas que mesmo assim são muito melhores que todas essas novas. eu era um cara que gostava muito de green day até +- o album dookie, pq depois eles tambem viraram emos nestes dois ultimos albuns. eu tenho uma saudades de ouvir algo novo com qualidade de qualquer banda. mas não acho que a mtv esteja de todo errada, pq elas tao conseguindo o que querem, audiencia e dinheiro. só espero que a musica volte um dia a ser o que era. Mas enfim essa é só minha opinião.

    Curtir

  21. Bom, eu odeio gente que se inspira no post e encarna o intelectual tentando fazer o comentário maior do que o próprio post, portanto queria ser breve. O que que tem escutar Djavú, Calcinha Preta, Victor e Leo, Psirico, Molejo, Belo e Trem Bala? São coisas do momento que daqui a pouco tempo sumirão. O que realmente fica é aquela música que se encaixa em quase todas as situações: Pink Floyd, Led Zeppeling e Beatles!

    Curtir

  22. A MTV realmente ta um bela porcaria. Não sei como conseguiram fazer isso em tão pouco tempo (a globo levou 40 anos).
    Gosto musical cada um tem um, o problema é que ele revela (ou quase) muita coisa sobre nós.
    Por falar em System, assistam esse clipe e verão o que é uma banda de verdade em todos os aspectos.

    Curtir

  23. Bom gosto é gosto,sim,mas a MTV é uma empresa no fundo,e o que da mais dinheiro que modinha? Come on! Tipo Backstreet Boys alguem lembra? Os caras venderam 150 milhoes,e foi-se.Claro que eu curto Pop (Michael Jackson,Pet shop boys,Duran duran ,spandau ballet…). Entendo que lixo existe,em tempos de Justin bieber,um comentario desse seu ficou barato.(Confesso que ja curti modinha tipo ‘N Sync.) mas é isso ai,as bandas e artistas de verdade duran mt,salvo algumas que o destino assim quis.

    Curtir

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s