Banheiro – uma análise científica

Fazia tempo que eu queria escrever um texto assim, mas vocês não sabem como é difícil..

Mas, depois de uma minucuiosa coleta de dados, finalmente eu tive coragem de tentar fazer essa joça, e eis o resultado:

Banheiro é um lugar no qual as pessoas falam pouco, e passam muito pouco tempo. Menos você aí que está lendo essa descarga textual, porque eu sei que você passa pelo menos duas horas em cada banho, mais 1 hora e meia evacuando excrementos e misteriosamente sai de lá mais forte apenas em um lado do corpo. Oh yeah baby, o AgaGê sabe das coisas…

Maaaas, banheiros tendem a ser diferentes de acordo com os frequentadores, e ele tende a “acarretar” diferentes reações antes, durante e depois de uma ida. Por exemplo, uma mulher, quando vai no banheiro de um restaurante chique, ela discretamente chama as amigas num sussurro: “migaaa, vamos ao toillete?”. Agora um homem, quando vai num banheiro de uma borracharia, simplesmente levanta, sem parar de coçar o saco, e diz em alto e bom som: “É, vou ali mijar!”.

A decoração do banheiro também varia de acordo com o lugar onde ele é instalado. Por exemplo: voltando ao banheiro de borracharia, provavelmente ele estará decorado com graxa em suas paredes, desenhos de incrível beleza e dotados de traços urbanos representando figuras femininas em ângulos muito apreciados pelo público masculino-pervertido, frases-feitas representando toda a sabedoria popular vigente hoje no brasil e tendo ligação com o ambiente – tipo: “Aqui termina a obra de um grnade cozinheiro” ou “lá fora você é corajoso, mas aqui você é só um cagão” ou a melhor, na minha opinião, “A diferença entre cagar e dar o cu é meramente vetorial” – ou ainda poemas que a mídia censurou mas que, assim como mutia coisa aí, é melhor do que é veinculado na mesma – tipo “Cagar é a lei do mundo, cagar é a lei do universo, e foi asim cagando, que eu compus esse verso” – ou outras obras variadas, como a famosa exemplificação de sua caligrafia, na tentativa de imbuir a porta do banheiro como sendo sua posse, ou as tentativas de furos até o outro lado da parede, na esperança de que seja possível enxergar o éden que é o banheiro feminino.

Agora já em um sem graça e decoração banheiro de restaurante chique é sempre aquela mesmice de ter paredes incrivelmente brancas e limpas, sem nada de novo nunca.

Ir e banheiros de borracharias, postos de gasolina e afins é uma aventura, um mundo novo a conhecer e desbravar, ir a banheiros de restaurantes chiques é mesmice e uma chatice sem tamanho.

É curioso também, reparar na fisionomia e atitudes das pessoas quando vão a banheiros, não importando aonde e lugar, mas diferenciando-se pelo sexo do indivíduo.

Homens quando querem ir ao banheiro, anunciam em voz alta : Vo ali mijar…”. Caso elevá acompanhado, vai conversando com seus companheiros (sobre seus costumeiramente cotidianos assuntos como futebol, mulheres, mais mulheres e um pouco a mais de mulheres) até a entrada do banheiro. Após essa linha imaginária que é a porta do banheiro, tudo se torna árido, a vida em si se torna árida. O ambiente do banheiro masculino parece até um filmes de faroeste – inclusive, se estiver ventando no dia, você poderá observar o efeito da bola de feno rolando -, é seco, árido, quente e vazio. Tudo ali se resume a encurtar ao máximo esse momento sagrado das necessidades fisiológicas.

Após a entrada, o homem se ajeita no mictório para o tão esperado ato. O homem chega, desfaz as calças,apóia a mão na parede a frente e começa. É interessante notar que esse apoio na parede não é casual, mas sim um ponto de concentração crucial para o bom desenvolvimento do ato. Sem esse ponto de concentração, não há monge tibetano que aguente ficar sem dar uma olhadela pro lado, inundando o seu redor do seu líquido amarelo característico.

também é importante ressaltar que no banheiro os homens evitam a proximidade. ao chegar no banheiro, se houverem 5 mictórios, o primeiro a entrar escolherá o das pontas (1 ou 5), o segundo escolherá o da outra ponta, o terceiro escolherá o do meio (3) e o quarto escolherá o que estiver entre os dois indivíduos menos proeminentes muscularmente. E após o ato, contrariando todas as espectativas femininas, o homem sempre lava a mão. Homem não suporta resíduos de orgãos sexuais masculinos em seu corpo, nem os dele mesmo.

Já as mulheres são diferentes – essa aqui eu só sei porque uma vez eu li num livro -, quando quer ir ao banheiro uma mulher chama as suas amigas discretamente, mas não é qualquer discrição não, é uma descrição de fazer inveja a qualquer gatuno desse mundo, e vão. Mas vão caladas, como se fossem para o corredor da morte, de modo a não levantarem suspeitas de que estão a ir nesse lugar tão indigno que é o banheiro.

Passando a linha imaginária que é a porta do banheiro, tudo se torna florido. As mulheres se soltam e começam a por toda fofoca em dia. Mesmo que a última vez que elas tenham se falado tenha sido antes de sair de casa, mas elas arranjam fofoca para por em dia. Trocam dicas de maquiagem, falam mal dos homens, desabafam (mesmo que seja com uma completa desconhecida) sobre seus problemas pessoais mais íntimos, tudo isso antes de fazer o que comumente se faz no banheiro.

Para fazer o que comumente se faz no banheiro é uma novela épica. As mulheres fazem a tradicional proteção de papela (um monte de folhas de papel higiênico no assento da privada, para não ter o contato com resíduos indesejados de outras pessoas) aí elas abaixam as calças e, se possível sem encostar, mesmo que na proteção, tentam acertar a mira de onde estão. E então saem com a maior cara de alívio possível.

É isso. Sei que isso aqui é totalmente improdutivo e não presta pra nada, mas espero que tenha divertido vocês pelo menos.

Até lá,

Que Nimb role bons dados para você!

(gostou? detestou? conhece alguma frase de banheiro? É idiota e quer que alguém te diga isso? comente!)

6 comentários sobre “Banheiro – uma análise científica

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s