Eventos obrigatórios de fim de ano

Já dizia algum pensador da internet: “na vida, só temos certeza de duas coisas: da morte, e do Especial de Roberto Carlos de fim de ano”.

Palmas.

A grande sacada da vida, a qual resume-se a questão existencial dos 42 perdidos da vida é que é a mais pura verdade, mas não é a verdade completa. Existem outros eventos que ocorre no final do ano que são tão certo quanto a morte, ou o especial do Roberto Carlos.

(Pensando bem, acho que tão certo quanto a morte pode até ser, mas tão certo quanto o especial do Roberto Carlos… Iso acho que não, faça chuva, faça sol, faça granizo ou faça aulas, o especial tá lá, com seu fiel público de velhinhas sacanas doidas para levar o Roberto Carlos pra cama e cobrar pensão do filho depois)

A questão é que existe toda uma gama – sintética ou natural – de eventos que sempre ocorrem no final do ano, e que são dignos de nota simplesmente por ocorrerem na esporadicidade do sempre, e ninguém notar isso.

Para início de conversa temos os filmes de natal na sessõa da tarde e afins. São filmes que perdem apenas para “A lagoa azul” e os filmes da Mary kate/Ashley Olsen no quesito repetição. Todo mundo já viu todos os “meu papai é noel”, já decorou as falas d’O Grinch, já riu com o especial de natal do Shrek, ou com o conto do Mickey. E, não sei vocês, mas eu, estou quase escrevendo um livro com “o conto dos natais passados e futuros” – aquele que um cara rico, mesquinho e feladumaputa nega ajuda pra todo mundo no natal, daí o espírito do mesmo vem pra falar que o futuro dele é ficar (literalmente) na mão – Mas mesmo assim, os filmes de natal tão lá, firmes e fortes, e alguns ironica e idiotamente inéditos. Francamente, depois falam mal de mim por jogar um pouco de pw a mais…

Depois temos os especiais de natal dos programas. Parece as antigas maratonas da Fox Kids “2 dias inteirinhos de Power Rangers”, mas nesse caso com especiais de natal. “A grande família” especial de natal, “Toma lá dá cá” especial de natal, “Bom dia e companhia” especial de natal, “Meupaiminhamãeminhatianajanela” especial de natal, “solcapimcanela” especial de natal. E em todos acontece a mesmíssima coisa, algum idiota faz uma besteira qualquer e põe a festa de natal a perder, todo mundo chama ele de retardado, ele fica mal e tenta recuperar a festa, consegue e todo mundo vive feliz até a eternidade. Ou até o próximo capítulo.

Tem também o especial da Xuxa, que eu não vou descrever em maiores detalhes por um simples motivo: eu nunca o vi. Sério, nem quando eu era um muleque idiota e só ouvia 50 Cent eu gostava daquela joça. Não ahco que exista gente suficientemente idiota no mundo pra gostar daquilo. Nem um emo gosta daquilo. Nem um playsson gosta daquilo. Nem uma ameba em coma gosta daquilo. É repugnante.

Parando um pouco com a lixeira natalina televisiva, temos a ceia em família. Essa sim me agrada que se repita todo ano, principalmente em uma família como a minha, que no almoço tá pensando no que vai fazer pra janta. Sim, a ceia de natal é um evento sublime, onde a gente come tudo o que a gente não comeu no ano. Frutas secas, pernial assado, e até alguma minazinha gostosa que tiver dando sopa por lá. Brincadeira. O fato é que a ceia é realmente o momento de maior comunhão com nosso estômago e familiares que podemos ter, então devemos aproveitá-lo com o máximo de esforço. É um dos poucos eventos obrigatórios de final de ano que eu realmente gosto.

Passando isso temos o (falso)amigo secreto. Falso amigo secreto é quando todos os frequentadores de um mesmo ambiente e sorteia eles para que eles deem entre si presentes inúteis e que não vão mudar em nada a vida deles, provando que a falsidade é maior que tudo. Enfim, amigo secreto é uma merda, a não ser que alguém te de cash para pw, aí sim vale a pena.

Para terminar temos o final de ano do Roberto Carlos. Sim, o tão sonhado e esperado show do Roberto Carlos que acontece sempre. Percebeu aí a ironia? Todo ano essa porra acontece e todo ano o show lota de – como já citado anteriormente – velhinhas sacanas doidas para levar o Roberto Carlos pra cama e cobrar pensão do filho depois. E o pior é que isso dá audiência pra Glóbulo, e ereções pro Roberto Carlos, e vontade de assassinar o produtor daquilo pra mim. é Triste…

Enfim é isso, Pode acreditar que isso sempre vai ocorrer, não importa qual catástrofe venha a ocorrer na terra, o show não pode parar.

Por isso tenha certeza de que se o mundo acabar em 2012, vai ser só depois do show do Roberto Carlos. Vai sim…

E que Nimb role bons dados para você!

3 comentários sobre “Eventos obrigatórios de fim de ano

  1. “Só babacas depressivos não gostam do Natal! Todo mundo gosta de comer que nem bois e ganhar presentes.” Algum dia eu sintetizo isso, enquanto isso, feliz natal, Agagê!

    Curtir

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s