Fast Jokers – Não-sei-qual Edition

Olá seres desprezíveis. Provavelmente você deve estar se perguntando se eu morri. Provavelmente você deve estar se perguntando se eu viajei, ou se estou com a costumeira preguiça dos seres humanos residentes do maior estado do Nordeste em tamanho, cujas características de tais definem-se preconceituosamente pela sua falta de aptidão ao labore, mas excelente ao manjare e ao dormire.

Sério, não estou com preguiça de postar, e por mais que eu odeie admitir, me bate aquela diária falta de idéias, que paira sobre minha pequena cabeça, vetando todas e quaisquer idéias que meu cérebro tente fazer florescer.

Minha vida cotidiana também não ajuda. Meus dias têm se resumido a acordar entre as 11:00 ~13:00, tomar um iogurte, esperar uns 30 minutos, almoçar, vir pro PC e criar raízes na cadeira que já está louca pra que eu viaje, para que não precise manter contato com meu traseiro ocioso. A bixinha chega tá quebrando já, coitada.

Enfim, depois de ficar infinitamente na frente do pc, seja jogando PW, seja conversando no MSN e vendo as papagaiadas que meus bloggers preferidos aprontam, tudo isso enquanto eu desidrato freneticamente, tendo que levantar ao menos de hora em hora para receber uma porção do líquido divino que não deixa seus rins apodrecerem, eu vou para a igreja às segundas, terças, quintas e domingos. Ao voltar, assisto qualquer porcaria televisiva e vou ler.

Ah, por falar em ler, estou lendo um livro (como diz o Reichan, amigo de PW, “óia aí que bacana”); Se chama O Inimigo do Mundo. Pra quem não sabe, é o primeiro da série Tormenta; pra quem não sabe, eu tinha lido o segundo, e depois de ter pedido o livro pro AgaGê ha uns 13 anos e meio atrás, comecei a lê-lo uma semana ago. E pra quem não sabe o que é Tormenta, leia o Sobre Nóis ou google it.

Outra novidade, é que comprei um cartão de memória novo pro celular, de 1Gb. Tava na hora né. 35 músicas só, é fogo. Agora tenho espaço pra mais de 300 fotos. Tsc, desperdício…

Resumindo: nada que me inspire, nem nada de interessante está acontecendo por agora (claro que dormir até tarde e jogar PW várias horas por dia é interessantíssimo pra mim).

Já ia esquecendo: lembram do presente que eu falei que ia ganhar da Laís? Poisé, não foi uma bomba:

As baquetas são minhas, ok?

Junto com a camisa, vieram balas 7 belo, que infelizmente não superaram as balas de maçã verde, cartas a 3 dos Jokers e uma pulseira pro Tevê. Obrigado, dona Lali. :D

Enfim, é isso. Mais notícias e qualquer cutucada no nariz interessante, eu reporto aqui. Bom resto de férias a vocês, meus caros.

4 comentários sobre “Fast Jokers – Não-sei-qual Edition

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s