Mentiras que os estudantes contam + mentiras que eles deveriam contar

O mundo só existe do jeito que é hoje por causa das mentiras.

Não fossem elas o mundo seria um completo caos, e loucamente insano.

Mesmo nimb aprovando toda essa idéia, não seria possível vivermos em sociedade e nós viveríamos batendo uns nos outros diariamente. Por iso contamos mentiras.

Mentimos não apenas para esconder a verdade, nem apenas para tentar alterá-la, mentimos para que as pessoas suportem a gente sem nossa chatice interior. Mentimos para as esposas/namoradas dizendo que suas atuais indumentárias não as deixam com pedaços de tecido adiposo perceptíveis, mentimos para nossas mães dizendo que gostamos da roupa colorida que ela insiste em comprar pra você, mentimos para nosso pai dizendo que gostamos de fazer os reparos na casa com ele, enfim, mentimos para que as pessoas suportem a gente.

Quando se estuda não é diferente, mente-se para que as pessoas possam suportar você e você consiga manter uma conversa sem nenhum stress. Mas também existe uma outra face da mentira quando se estuda: a mentira para livrar sua cara.

Quando se estuda, seus pais acham que como você só faz aquilo da vida, você tem que levar aquilo muito a sério, mas você sabe muito bem que 95% daquilo que você aprende no colégio será inútil em sua vida e que jogar pw é uma coisa que lhe renderá muito mais coisas no futuro, então você não leva a escola a sério.

Mas seus pais, como bons sacanas que eles são, tem o jeito de virar o sistema contra você e te fazer estudar: cobrando no boletim. E desse a escapatória parece épica, pois força vocÊ a alrgar o pw e estudar.

Mas, como jogar pw realmente lhe renderá mais frutos, então por vezes jogamos e esquecemos dos deveres que o colégio exige de nós. Aí mermão, o bichu pega pu teu lado, tá ligadu?

Mas calma, porque pra tudo na vida tem jeito, como você acha que eu passei de ano toda minha vida e cheguei ao terceiro ano ficando de recuperação apenas uma vez? Manipulando a verdade (mentira é um termo muito forte)

E aqui reuni as manipulações de verdade que mais me renderam bons frutos, e que são mais usuais por todos os que de alguma forma beneficiam-se delas. São elas:

  • “Fêssor, minha vó chegou lá em casa teve como fazer o dever não!”: Essa poderia ser útil, aifnal vós são parentes importantes, assim como tias, mães, pais, etc..  Logo você tem que gastar tempo dando atenção total a eles, possivelmente largando até o pw. Mas ela foi inutilizada por imbecis que insistiam em dizer que parentes estavam chegando em suas casas, a cada 4 dias. Aí é achar que o professor é retardado…
  • “O tio, a impressora quebrou e nem teve como fazer…”: Também uma boa manipulação de verdade. Afinal problemas com o equipamento técnico podem fazer com que todo o trabalho de uma semana não possa ser entregue. Atéaí tudo bem, o problema é que o mesmo cara que dá a desculpa da impressora dá a desculpa de que não tem computador pra fazer os trabalho0s digitados. Aí fode…
  • Professor, meu cachorro comeu o dever!”: Essa manipulação de verdade é realmente o cúmulo, porque esperar seu professor acredite que seu cachorro comeu algum papel de sua casa, e jsuto o dever dele, é realmente acreditar na sorte. Meu cachorro por exemplo, não aguentaria comer metade de uma página que  estaria quase morrendo empanturrado (ele é um pincher semi-desnutrido). Essa realmente é tosca, mas muito usada, mais do que deveria.
  • “Tchitchêrr, meu trabalho molhou!”: Também é boa, afinal não se pdoe prever o tempo (no máximo tentar…), tampouco se pode prever que uma poça de água vai estar bem embaixo de onde seu trabalho caiu. O problema de novo são os idiotas que insistem em usar essa desculpa em dias de sol, e quando esta sem chover a 20 dias.. Aí não tem retardo mental que aceite essa desculpa.

Pois é, mesmo esas manipulações de verdade sendo mais “manjadas” que a sexualidade de Robert Pattinson ainda existem infelizes que tentam usá-las, ao invés de deixá-las serem esquecidas para que ele possa se beneficiar dela no futuro.

Eu percebi que elas eram manjdaas a muito tempo, então tentei pensar em outras que fossem mais convincentes e menos manjadas. E como não sou um menino mesquinho vou compartilhar essa sabedoriacom vocÊs, uma vez que Chuck Norris não foi mesquinho e me deixou respirar até hoje.

  • “Caríssimo professor, pelo fato de minha progenitor ter me pedido para que eu executasse as tarefas domésticas, não dispus de tempo para me preparar corretamente para a entrega desse exercício que me passaste”: Se seu professor não chorar ao ouvir seu belo discurso, ele chorará depois de pensar em sua mãe debilitada em estado semi-vegetativo deitada na cama impossibilitada de fazer as tarefas domésticas e pedindo encarecidamente que você o faça, além de pensar em seu pai alcoólatra perdido em algum boteco impossibilitado também de sustentar a casa na ausência de sua mãe para contribuir com as despesas da casa, imcumbindo indiretamente você de tal fardo, aliviando assim, seu prazo para a entrega do trabalho. Se debulhando em lágrimas.
  • “Excelentíssimo mestre, por ummotivo extremamente peculiar de falta de comida em minha casa, tive que usar de minhas tardes e noites para trabalhar na pequena lavoura de minha família para alimentar todos os apetites ali presentes”: Essa faria qualquer um chorar (menos Chuck Norris, é claro), como na alternativa de cima. Seu professor pensaria em sua mãe, estirada na cama, mais louca que saci no pogobol, sem as duas pernas, pedindo encarecidamente para você que arrume comida para a casa; e pensando também em seu pai ainda alcoólatra nos botecos da cidade com vergonha de sua condição e sem voltar pra casa a mais de sete dias; e novamente  a você cabe o fardo do sustento da casa.
  • “Querido lecionador (essa palavra existe?), envolvi-me em empreitadas perigosas em águas do pacífico para combater a caça às baleias por barcos pesqueiros japoneses e molhei todos os meus cadeernos, inclusive o que estavam o trabalho que me pediste para entregar”: Caso seu professor não tenha morrido de orgulho, com certeza ele vai aliviar seu lado e te dar pontos extras por bravura, afinal você estava envolvido em causas nobres e perigosas e podia ter morrido. Estudos são secundários, salvar o planeta está em primeiro lugar. Talvez fizesse um feriado em seu nome, com direito a carreata no meio da avenida mais importante da cidade, balões de hélio e papel picado. Muito papel picado. E purpurina. Tá, sem purpurina.
  • Ô seu viado! É o seguinte, teve tiroteio esses dia tudu lá na minha quebrada e eu tive que dar um jeito nus parcêro baleado e ni mim também, se ligô? Troxi até a bala i o revólvi pra mostrar pra tu, seu feladaputa! Vai aliviar pra mim dessa vez ou prefere que eu arranje um lugar perfeito pra essa bala aki?”: Se seu professor não estiver com as calças borradas, ou voz gaguejante de medo, com certeza ele aliviará pro seu lado. E dirá a polícia uqe não sabe de nada. Ou talvez dirá até que foi ele que matou todos os baleados. E será violentado sexualmente na prisão por ser X-9 dele mesmo.
  • “AAAAAI profê, eu tava ontem numa festinha em um apê fechado só para meus amiguxinhos mais íntimos, o senhor sabe muito bem, até apareceu lá na hora do nosso trenzinho, se lembra não? Vai aliviar ou quer que todos fiquem sabendo como você chora como uma mocinha quando conversa com meus amiguxos?”: Ameaças sempre funcionam, se levarem em conta a dúvida sobre a sexualidade de um homen então… Leva 15 anos para um homem provar-se macho, e 8 segundos para que alguém destrua essa prova. No caso dessa manipulação de verdade, uma simples frase como aquela colocaria em xeque a masculinidade do professor por mais 15 anos, ou seja, ele seria considerado “bicha” até que se provasse o contrário (tempo esse que eu já mencionei ali em cima). A menos que ele e você realmente estivessem com seus amiguxos em uma festina fechada, ele com certeza aliviaria para você.

É isso gente, aquelas mentiras que você contava para seu professor estão manjadas e nenhum professor acredita mais nelas. Mas fazendo a pose certa, e contando essas mentiras manipulações de verdade, você pode continuar jogando seu Pw tranquilamente que nenhum dever pesará na sua consciência.

E se seu professor não acreditar em nenhuma dessas, ou tiver participado da festa com o amiguxos,

Que Nimb role bons dados para você!

2 comentários sobre “Mentiras que os estudantes contam + mentiras que eles deveriam contar

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s