O que ocorre?

Esse é o nono post que eu rascunho. Sério, nono post.

Me lembro que quando comecei o blog eu tinha que frear minha mente insano-criativa para nao colocar todos os posts de vez. Já cheguei a ter 4 posts prontinhos pra servir. E agora, cá estou eu, fazendo o nono post, que possivelmente jogarei na lixera do worpdress e depois tentarei escrever o décimo.

Ontem, ao escrever meu oitavo rascunho, ou melhor, ao deletar meu oitavo rascunho eu comecei a pensar o quão caótica e virada minha vida tinha sido nos ultimos meses.

Pra começar, eu entrei no estágio. Desde que eu entrei no CEFET, que não é mais CEFET, eu sempre tive na minha cabeça fazer um TCC (trabalho de conclusão de curso) pelo fato de que eu achava trabalhosos demais fazer estágio, e as 300 horas que eu perderia da minha vida poderiam ser utilizadas de uma forma mais produtivas, por exemplo, cortando folhas de papel nos menores pedaços possíveis.

Mas, é como disse eminemcerta vez: “Se você tem a oportunidade de fazer tudo o que você sempre quis, você pega ou deixa escorregar?”. Portanto, uni o útil ao agradável e meti nessa empreitada. Foi difícil, mas tá acabando.

Depois, eu decidi que eu iria estudar. Mas não estudar que nem todo mundo estuda, pra simplesmente passar de ano/no vestibular. Estudar sério, pra aumentar o currículo e o conhecimento. Pode parecer nerd, e o é, mas que se foda-se, no fim das contas eu ahco que é bom.

Como consequência disso, comecei a me meter em projetos extra-curriculares, começando pelo estágio, depois veio a oficina de robótica e agora começando a montar uma empresa júnior. Coisas que vão encher meu currículum, mas provavelmente me arrancar um braço, perna ou um outro pedaço desnecessário do meu corpo pra fazerde churrasco numa festa onanístico-canibal.

Pra quem acha que é pouco, ainda temos uma possível iniciação científica, queu eu com certeza vou entrar caso abra. Portanto declaro minha vida extinta daqui prafrente. Caso queiram entrar em contato comigo usem sinais de fumaça.

Temos também o fato d’eu ter começado a namorar. Com isso, eu quebrei a regra número 3 do meu regulamento pessoal, e aí começou a merda toda. Eu achei que isso, pelo menos, poderia ser algo bom e tranquilo. Mas nada na minha vida tende à normalidade nem tampouco chega perto do “aceitável”, e o grande Nimb tinha suas surpresas guardadas pra mim.

Não vou me prolongar nesse assunto, só o que tem pra saber é que foi mais louco que vender pele de raposa na convençãomundial do greenpeace, e me fez perder um grande e precioso tempo que eu também poderia ter aproveitado para tentar achar uma solução para o problema do trânsito em Lajedão do tabocal.

Tivemos também o problema do tilt criativo (se fosse um “artista” comum, seria simplesmente um apagão, mas eu sou nerd demais para ser normal). Ultimamente eu tenho até idéias boas, mas elas nao passam de 300 palavras. Ia ficar parecendo post de problogger isso aqui, prefiro a qualidade à fama.

Sabem aquele mito do rock? De que só é póssível compor algo que preste bêbado ou drogado? Eu começo a achar que é verdade, porque depois de tanto tempo sóbrio eu nao penso em nada que preste. Acho que vou virar o Steve Stiffler pra ver se consigo postar.

E por último, mas não menos importante, a pessoa que deveria cuidar desse antro de besteiras, simplesmente ligou o foda-se para tal e se meteu a jogar Pw. Portanto, quando forem jogar suas pedras e voadoras virtuais, xinguem a ele, e não a mim. Se possível, xinguem também a mãe dele, xingar a mãe é sempre efeitvo.

Bom, é isso.  Talvez essa merda daqui pra frente melhore. Talvez nao. Talvez o mundo acabe em 2012. Quem sabe? É o caos!

E que Nimb role bons dados para todos!!

Um comentário sobre “O que ocorre?

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s