O fim do apocalipse

Eleições me enchem o saco. E olha que nem votar eu voto.

Pra começar, tem a maldita propaganda eleitoral, que polui meu horário de almoço com um monte de besteira que eu sei que na maioria das vezes não é verdade. Ou que simplesmente são ruins demais para passar em rede nacional.

Por exemplo, a propaganda política do PCO, que parece que foi feita em casa. Sério, nem os videologs do Felipe Neto ficam tão ruins. Se é só isso que um marketeiro político faz, serei um quando crescer.

Temos também a campanha do Eymael. Puta que pariu, o jingle do cara é o mesmo de quatro anos atrás, e provavelmente o mesmo de oito anos atrás, coisa que é difícil demais para que eu possa lembrar. E pra piorar, o cara passa o videozinho inteiro dando um soco no ar, dos dois um, ou ele tá imitando o pelé, ou imitando o Ken do Street Fighter.

Temos também as campanhas fodonas: Da Dilma e do Serra. “Fodonas” porque são realmente bem feitas, muito mais bem feitas do que muita propaganda ae vinculada na Tv Santa Cruz. Na verdade mais bem feitas que TODAS as propagandas veinculadas na tv Santa Cruz.

Mas agora aqui entre nós, as duas campanhas são chatas pra caralho. A Campanha do Serra só fala de saúde e a campanha da Dilma só fala de educação. Olhando por esses pontos, o Brasil ou é um grande leprosário ou é um grande bar em frente à faculdade, puta merda viu…

E temos a campanha da Marina. Por incrível que pareça eu quase não vi a campanha dela e portanto não vou entrar nos detalhes.

Depois temos as discussões. Essa é realmente a pior parte do período de campanha eleitoral. Os botecos fervem, as esquinas pipocam em opiniões e discussões sobre política, mesmo que SEMPRE tendenciosas e nunca realmente abertas a outras opiniões, além de ser quase que ausente de imparcialidade e sempre culminando em uma apelação.

Quando vemos coisas como essa, percebemos o quão furada é a idéia que aspessoas tem de liberdade deexpressão, que no fim das contas significa pra elas “liberdade para todos pensarem igual a mim”. Eu não discuto política com ninguém pelo simples fato de que as pessoas NUNCA aceitam argumentos que refutem a tese delas ou que provem que o seu candidato é melhor que o candidatos delas, e no final usam a apelação máxima: “Você está sendo manipulado pela mídia” ou “Você não sabe de nada” ou ainda “Vou parar de discutir, você obviamente não quer abrir os olhos pra verdade”.

A única coisa boa dessa eleição foi a genial e mais bem bolada campanha já feita na história do processo eleitoral: A campanha do Tiririca. Sério, nunca antes na história desse país uma campanha conseguiu ser carismática e tocar tão profundamente a opinião do brasileiro para conseguir o seu voto. Deixarei que o vídeo toque seu coração também e que vocÊ veja o que é um candidato bom:

No fim das contas, eu escolhi não votar. Se voto mudasse alguma coisa ou valesse alguma coisa, ninguém dava pra pobre. Pense bem: Seu voto, uma pessoa, uma unidade, vai valer alguma coisa no meio de 190 milhões? Você acha que se você não votar, o Brasil vai ser afetado de alguma forma?

Mas, ainda bem que toda essa merda acaba hoje, e tomara que não haja segundo turno. Quero poder voltar a ver o jornal hoje na hora do almoço.

E que Nimb role bons dados para você!

4 comentários sobre “O fim do apocalipse

    • Tá,mais pensa por outro lado o povo só vota pq é obrigado senão nem 2% votaria,e muitos só votam pra não ter que enfretar fila e talz pra justificar.

      Curtir

  1. Cara pior que as propagandas de presidente é para governador e deputados,aqueles carinhas lendo dá pra ver os olhos deles passando de linha em linha.

    Curtir

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s