top 10 – modinhas da ultima década

Como disse uma comunidade do orkut: “Não sei aproveitar minha década, no futuro vou lembrar de quê? Emos,Playssons, Fiuk?“. Pois é, pensando nisso, uma amiga minha de codinome ultra-secreto que não posso revelar antes do fim do post teve que fazer um trabalho sobre isso.

De início eu não aceitei porque segundo ela nao se poderia usar palavrões no texto, mas como todos a deixaram na mão eu me apiedei da situação e resolvi escrever. O resultado você ê nas linhas seguintes.

Ah, se você estava esperando a segunda parte da vida sexual do homem feio, relaxe um pouco, ainda não consegui concluí-lo, mas tá saindo.

Top 10 : Sertanejo universitário

Sertanejo universitário é uma variação do ritmo pop, mas seus cantores tem que vir do interior do rio grande do sul, São paulo, mato grosso, mato grosso do sul ou goiás. Seus cantores são muito semelhantes aos cantores Pops, veja o Michel Teló por exemplo, é a imagem e semelhança da Britney Spears, com a diferença que o cara não tem um playback nem um programa de edição de voz poderoso como o da Britney.

O nome sertanejo universitário veio para suprir um problema fonético no sertanejo tradicional. O sertanejo tradicional era chamado sertanejo raiz, porém com esse nome ia parecer que a música falava sobre plantação de tubérculos. Então mudaram o nome pra sertanejo universitário porque as músicas falavam de futilidades da vida dos universitários, como brigas, amores, noites vidaloka e traição. Como a música ainda era sertaneja, a única coisa em comum às duas era o tema chifre, que sempre fez e sempre fará sucesso.

Por ser algo totalmente diferente da proposta, e fugir do conceito original de sertanjeo, esse é o décimo colocado da lista.

Top 9:  É o Tchan

É o Tchan foi uma bandinha de axé do começo da década que tinha umas musiquinhas bem fraquinhas, que qualquer criança de dez anos compunha igual. Uma criança muito chula e pervertida, óbvio, porque absolutamente todas as músicas tinha apelo sexual.

Mas, pela música ter uma pegada extremamente infantil, deu origem as quengas de hoje, que já naquela época faziam a cobra subir e se remexiam na boquinha da garrafa. E os meninos também já sabiam que pau que nasce torto nunca se endireita, e que meninas que requebram pegam na cabeça. Daí surgiram os playssonzinhos.

Assim como não se tem muita letra nas músicas, nem muito cérebro nas dançarinas, não se tem muito o que falar do Tchan,nem do nome, que não significa nada e deve ter sido fruto de uma idéia de banheiro de algum marketeiro. Apenas por isso merece a nona colocação da lista.

Top 8: bonde do tigrão

Se eu pudesse voltar no tempo e dar uma surra em alguém, seria no diretor do programa de televisão que deixou esses caras saírem dos bastidores e aparecerem na frente das câmeras. A partir daí o Brasil inteiro foi obrigado a ouvir uma enxurrada de duas-notas-uma-estrofe-refrao-a-mesma-estrofe-anterior, conhecido nacionalmente como funk.

Era tão bom antes, quando a juventude gostava de coisas menos ruins, como eminem, Raimundos, mamonas assassinas, e até mesmo pagode. Mas funk é pior do que chute no testículo esquerdo, é uma voadora na jugular auditiva e cerebral. Se nosso cérebro tivesse óleo, ele seria fritado com uma música dessas.

Mas então, não sabe como surgiu essa onda de mulheres frutas, gaiolas e mulheres de nádegas avantajadas? Pois é, surgiu desse bonde aí, que também deve ter algo relacionado com stronda, que tem as mesma características disso, com exceção de que hoje funk dá muito mais grana que stronda.

Top 7: emo

Emo, a maior modinha de 2008, na qual começou toda essa onda de homossexualismo juvenil, na qual menininhas eram menininhas, e menininhos também eram menininhas. Começou com algum desinfeliz que sentiu toda a sua inutilidade interior e resolveu que não bastava ela sentir isso por dentro, o mundo precisava saber.

Emo é uma viadagem extra-introspectiva. Mas o que é isso? É ser baitola interiormente, e querer que todos sintam pena da sua baitolice, seja chorando em público, seja mostrando marcas de pulsos cortados, seja cortando os pulsos para os outros verem mesmo. O pior é achar lindo chorar pelo cantos e aidna por cima achar que alguém se importa com isso. Isso é até chorar perto de um sem paciência e tomar uma surra, das duas uma, ou se endireita ou descobre um masoquismo interior.

Por chorar toda hora e achar isso lindo, merece a sétima colocação no ranking.

(perceba a viadagem latente do menino, que não puxa a menina pra baixo e começa a fazer o que se deve fazer)

Top 6: Felipe Dylon

Que diabos de país é esse onde Felipe Dylon é modinha?!?! Felipe Dylon é mais um dakeles cantores pop, mas era um dos poucos cantores machos, que mais parecia jogador de futebol de tanta tiete que pegava, era discípulo fiel do Renato Gaúcho lifestyle, e tinha o espírito de rico do Neymar.

Mas o que aconteceu? O que acontece com todos os meninos que querem se fazer de homens, o pai dele pego a grana dele, investiu no setor hoteleiro, perdeu tudo, e o filho ficou que nem a Stephany Brito, pagou o pato.

Depois aconteceu o que todos torciam, ele virou homem, se revoltou, mandou o pai tomar em cada orifício de seu corpo, e mandou fazer um corpo artificial para que ele pudesse tomar em orifícios sobressalentes também, começou a usar drogas, fez um dreadlock mointcholouco e sumiu de nossas vidas.

Por sumido de nossas vidas, merece o sexto lugar da tabela.

Top 5: malhação

Malhação só foi bom no dia em que cogitaram que ela terminasse. Mas como infelizmente malhação ainda uma extrema audiência pra Globo, logo demitiram o cara que pensou nisso.

Malhação é uma adaptação brasileira do filme americano “história sem fim”, que narra a história de jovens forjados pela globo vivendo situações também forjada pela globo, que nunca aconteceram com ninguém, mas que eles insistem em dizer que aconteceram. É famosa por ter a maior aceitação popular de gírias criadas por marketeiros, como a famigerada “balada”, que pelo menos na minha terra é chamada de “festa”.

Malhação conta com uma renovação de atores todo ano, que na maioria das vezes nem é percebida pelo público, assim como a troca de seus personagens que são todos iguais, com exceção de um casal negro, que em uma temporada se pega, na outra não, afinal, a única cópia da realidade que a globo faz ser perfeita é o racismo, mesmo sem querer querendo. A única salvaguarda da regra dos atores foi o Fiuk, que quando saiu da malhação deu início a uma onda de felicidade e alegria nacional, e contagiou até povos de outros países e planetas, parando assim a rivalidade turco-armêna, dando fim à guerra fria, suspendendo os jardins da babilônia e retirando as tropas Americanas do Iraque.

Por ninguém aguentar mais o mamilo do Fiuk aparecendo em todo santo capítulo, malhação merece a quinta colocação nessa lista.

Top 4: créu

Quem achava que a bomba de plutônio foi a invenção mais destrutiva da humanidade, essa pessoa morreu antes da invenção do créu. Céu foi a arma de dominação continental mais bem sucedida da história e levou milhares de pessoas no Brasil à demência em poucos minutos. A música, assim como todo funk, consiste em um parágrafo, duas notas na batida e um imenso refrão.

Mas o que levou o Créu ao sucesso astronômico foi o seu refrão REALMENTE imenso e de cunho totalmente sexual. O título da música “Créu”, vem do latim “Creuiss”, que quer dizer “Não tenho cérebro, mas essa música me dá muita grana, então vem neném”

Não tem muito o que se falar de créu, a não ser “créu”, umas 400 vezes, então ele merece o quarto lugar nessa lista.

Top 3: dança do siri

Dança do siri é dos tempos que o pânico foi bom. Do tempo em que ninguém assistia-o e do tempo em que ele nem sonhava em fazer frente à audiência do todo poderosos Senhor Fantástico. Nada mais foi do que a idéia de algum marketeiro sem noção de fazer alguém abrir as pernas, fechar a mãozinha e andar de um lado para o outro imitando um siri. Simples não? Uma jogada de marketing sensacional que logo conseguiu apelo popular aparecendo em link ao vivo e o escambau. Um verdadeiro festival de idiotice nacional.

Porém, o genial da dança do siri era o nível de ridicularidade dela, e ao mesmo tempo o tanto de gente chique e de nariz empinado que era “obrigado” a faze-la, para simplesmente não exalar pelos poros toda a sua arrogância.

Isso, é claro, era no tempo em que o pânico não parecia zora total, nem fazia a mesma piada por mais de 3 fins de semana seguidos, nem teve a idéia brilhante de fazer um programa baseado em bordões…Ahh, no meu tempo…

Por lembrar dos bom tempos de pânico, quando esse ainda era seis horas (se você diz que assiste o panico a muito tempo e não sabe disso e o motivo disso, desista) e ra bom, merece o terceiro lugar nessa lista.

Top 2: Crepúsculo

Essa é minha modinha favorita. Não que eu adore Crepúsculo nem tenha um orgasmo cada vez que eu escute a palavra “vampiro”, mas exatamente porque alguém faz isso que ela se torna a minha favorita. O grande problema é que criticar Crepúsculo também virou modinha, então só por esse fato dá pra ter uma idéia de como um livro pode ser ruim.

A história de crepúsculo é bem simples. Eles se conhecem, 1278 páginas depois eles fazem sexo. Pronto, só isso, o resto é reduzido a adjetivos e mais alguns adjetivos, com pausa parajogarno lixo elementos presentes em folclores milenares de diversas, botar purpurina em vampiros e fazer eles virarem gays, tirar os pelos de um lobisomem, e tirar o “omem”, de lobisomem, porque afinal o cara vira só um lobo mesmo.

Existem alguns detalhes curiosos quando falamos de crepúsculo, como por exemplo a placa que temos na porta do set de gravação: “é proibido o uso de camisetas durante as gravações, a menos que o seu papel seja o de um vampiro com a munheca quebrada”, ou então o orçamento milionário em gel de cabelo pra manter o topete do vampiro gay sempre em pé, mas isso é secundário.

O principal são as fãs. Ahhhh, as fãs… Fãs de qualquer coisa já são escrotas demais por si só, mas as fãs de Crepúsculo chegam na categoria paradoxal de seres humanos. Talvez saiam da categoria de seres humanos, mas com certeza estão na categoria de paradoxal. Fazer uma crítica a Crepúsculo na frente delas é extremamente engraçado, primeiro porque só só por você não gostar de Crepúsculo você já é inimigo mortal delas, e secretamente elas planejarão a sua morte. Depois pelo fato delas simplesmente não terem o menor argumento para uma discussão inteligível, sendo que a maioria delas só leu quatro livros na vida, que obviamente foram os quatro da saga. Eu já vi fãs falando mal de STEPHEN KING porque ele criticou Crepúsculo, as mais burrinhas dizendo que ele não tinha moral pra falar dela porque nunca publicou um livro e era como todos os outros CRÍTICOS de literatura, e as menos burrinhas (que tinham mais de 25 gramas de massa encefálica), dizendo que ele estava era com inveja porque ele nunca fez tanto sucesso como ela. Ahhh fãs…

Por isso, e pelo fato de um cara levar 1748 páginas para comer a mina (com essa juventude de hoje se o cara levar mais que 20 linhas é frouxo) Crepúsculo merece o segundo lugar dessa lista.

And the Oscar goes to…

Top 1: RBD

RBD não merece o primeiro lugar dessa lista. RBD é tão ruim que não merece primeiro lugar em nada. RBD é tipo Restart do méxico. Não, Restart que é o RBD brasileiro.

RBD é aquele sexteto pop e metade gay (porque as mulheres felizmente não o eram) que fez sucesso a uns 5 anos atrás, vinha de uma novela mexicana ruim (desculpe o pleonasmo) que mais parecia uma malhação Brasileira, e salvou a audiência jovem do SBT enquanto fez passagem no Brasil. Na história jovens de classe alta que estudam num colégio também de classe alta vivem os dilemas de jovens de classe alta, como por exemplo: “qual roupa eu vou usar hoje”, ou “detesto aquela menina, vou xingar muito no twitter, ou ainda “será que eu sou bonita?”

Então, algum empresário com muita sacada, viu que aquela futilidade e aquela viadagem toda poderia render muito dinheiro a ele, então fez o que o Fábio júnior fez com o Fiuk: Botou alguém que não sabia nada de música com um microfone na mão, um coreógrafo de axé do lado e mandou para um palco. Não deu outra, o grupo estourou e fez sucesso até no inferno.

RBD, assim como Crepúsculo, é famoso por suas fãs escrotas, histéricas e de coxas úmidas quando veem algo relacionado aos seus ídolos, só que RBD ainda é tranquilo porque as fãs são fúteis, mas tem total certeza disso, e sabem que a vida delas se resume mesmo a maquiagem e à pior música que consiga escutar, e não se acham cults só por ler um livro.

Por ter conseguido fazer mais sucesso que malhação, e por não ter o Fiuk (graças a Deus, Jesus, Allah, Buda, Maomé, Kroshna, ou qualquer entidade superior que exista ou já existiu), RBD conquista com louvor nosso primeiro lugar nessa lista.

Merchan discreto mas tudo bem

Bom gente, é isso, taí o resultado da chantagem fminina e dos dois facilitadores universais que as mulheres tem: o direito e o esquerdo. Mas pelo mens fez sair um bom texto da minha cabeça. Caso alguém queira sugerir algum tema, meu msn tá ali em cima no “toc toc”, gostei da brincadeira.

Grato à Laís por escolher os temas da lista e por me enxer o saco pra fazer isso.

E que Nimb role bons dados para vocês!

4 comentários sobre “top 10 – modinhas da ultima década

  1. 321… para as fãs escrotas começaram com as críticas

    Cara daqui uns 40 anos,se não for atingido por uma bala perdida ou atropelado,poderei contar muitas coisas e falar que no meeeeu tempo…

    -Eu vi uma sapata chegar na presidência
    -Eu assisti silvio santos
    -Eu vi muita pornografia em VHS na minha pós-infância
    -Eu podia dormir sem me preocupar
    -Eu vi uma bicha de chapinha no cabelo cantar

    Enfim meu cacro,vou falar que estive num tempo bem melhor…

    Curtir

  2. Você fez uma parte do meu trabalho e ainda me agradeceu por eu ter pedido para você fazer…
    Tem como não gostar de você? HAHAHAHA :D

    Curtir

  3. eu concordo que crepusculo é inutil tentei ler os liros para ter argumentos quando afirmar q eles sãos ruins mas eles eram tão ruins q ñ consegui nem ler o 1º livro.
    uhsauhsuhuhasuhsuahsuhsau

    Curtir

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s