Cidade nova, calourice e academia

Pois é, como todo mundo que me acompanha via redes sociais já deve tá sabendo, assim como o colega AgaGê, mudei de cidade. Agora eu moro em Uberlândia.

Cidade de Uberlândia – by Google. É, a cidade foi projetada em formato de pão-de-queijo.

Isso me fez pensar sobre o fato de que, a partir de agora, o brogue vai ser regido por dois indivíduos a mais de 1000km de distância um do outro. O que não é ruim, aliás, é bom, pois serão histórias diferentes de vidas diferentes contadas aqui, e não vamos ter que decidir no par ou ímpar quem vai contar o acontecimento do dia no colégio, como o de costume.

Tenho gostado da minha estadia na cidade até agora – pelo fato de não ter começado a estudar ainda, penso eu. A internet de 2mb e a convivência com outros nerds que partilham de interesses em comum em se tratando de games, animes, seriados, filmes e música trataram de me fazer sentir-me em casa. Só de não ter que ouvir arrocha, já é algo vantajoso.

Ah é, os mineiros não conhecem arrocha. É claro que fiz o favor de apresentar-lhes um pouco da mais valorosa cultura popular baiana, representada pelo ritmo musical em questão.

Estou meio que negativamente ansioso pelo trote, principalmente depois do que eu vi o que fizeram com o cabelo do AgaGê. Não que seja possível fazer muita coisa num cabelo como o meu, mas enfim. Pelo que me lembro agora, não acho que tenha mais nada pra falar sobre ser calouro neste momento, mas depois do início das aulas amanhã, com certeza terei alguma boa história pra contar-lhes.

E sim, amanhã começarei academia denovo. Depois da minha primeira tentativa frustrada há mais ou menos dois anos atrás, cuja duração foi de incríveis 3 meses, resolvi tomar um jeito na vida e começar a me exercitar que nem gente, e não ficar só batendo o baba (babas estes que nem têm acontecido com tanta frequência, e os quais não sei quanto tempo durará para que voltem a acontecer). Agora que vou ter tempo, espero que não volte a típica aura de baianidade sobre mim e eu desista novamente. Quero inovar e ser um profissional de TI em forma, por mais contraditório que isso pareça. Se vou conseguir, ninguém sabe.

4 comentários sobre “Cidade nova, calourice e academia

  1. Lembre-se: não diga em voz alta a expressão “bater o baba”, podem pensar besteira. Risos. Bem-vindo ao sudeste, querido joker. =D

    Curtir

  2. Correções:
    Onde lê-se “Uberlândia” leia-se “Berlândia ou UDIA”.
    Os mineiros conhecem Silvano Salles. Só isso já é digno de pena :S

    Elogios:
    Higóóóór :D

    Curtir

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s