Top 11 – Artigos mais esquisitos da Wikipedia

Não é de hoje que a Wikipedia vem nos ajudando a poupar uso de massa encefálica e nos dar de bandeja toda a informação que queremos, contribuindo pra que fiquemos cada vez mais burros e preguiçosos a cada dia, já que não se precisa armazenar informação na cabeça se ela está facilmente disponível com um clique no campo de pesquisa e umas poucas palavras digitadas no Google.

Novo logo da Wikipedia para 2013.

De maneira alguma estou reclamando da rapidez e praticidade que a Wikipedia fornece, afinal sem ela não teria passado no ensino médio, ou simplesmente satisfeito curiosidades corriqueiras para as quais muito provavelmente não teria encontrado respostas na Barsa. Sim, você sempre quis ter a Barsa. Se você tinha/tem, provavelmente foi criado com a sua avó.

Mas nem só de pesquisa de geografia do Brasil e de trabalho de química viverá a Wikipedia, mas de toda a sorte de artigos (úteis ou não) possíveis. Afinal, o que importa é ter conhecimento, mesmo que ele seja tão útil quanto produto da Polishop.

Reuni então alguns que achei mais curiosos da lista de artigos incomuns da Wikipedia, pra você não ter o trabalho de sair catando lá (veja como sou boa pessoa).

0 de Janeiro: sim, aparentemente existe o dia 0 de Janeiro, que nada mais é do que “um nome alternativo para 31 de Dezembro”, segundo a própria definição da página. Curiosidade: no Microsoft Excel, o “dia 0”, ou o que pode ser entendido como o começo do formato de data de 1900 é também o 0 de janeiro de 1900 e não 1 de janeiro. Mudou sua vida, eu sei.

Orientação do Papel Higiênico: de acordo com o artigo, em pesquisas realizadas com consumidores americanos e especialistas em banho e cozinha, de 60% a 70% das pessoas preferem o fim do papel higiênico para fora ao invés de para dentro. Há uma porrada de opiniões, discussões, pesquisas com especialistas, pessoas comuns, artistas, dentre outros e inclusive estudos que analisam a preferência das pessoas com relação à disposição do papel higiênico, com divergência de opiniões e tudo. Uns dizem que o papel pra fora reduz o risco de contato ao contato com a parede, evitando a potencial transferência de germes, torna mais fácil a localização e acesso a o fim do papel solto, além de oferecer a hotéis, navios cruzeiros, prédios de escritórios ou qualquer pessoa que tenha um banheiro a opção de colocar um adesivo no papel, mostrando que o banheiro foi limpo.

Por outro lado, a orientação do papel para fora permite que se esconda o fim do papel higiênico, proporcionando uma visão mais “limpa” do ambiente. Reduz o risco de que um animal doméstico localize a ponta do papel e o desenrole completamente, além de no caso de um trailer, reduzir a possibilidade de desenrolo completo durante a viagem.

Iluminação por Peido: o artigo que nos lembra dos primórdios humorísticos da globo, quando Casseta & Planeta era bom. A velha prática de tentar combustão utilizando gases corpóreos possui sim um artigo que explica inclusive a composição dos materiais/processos utilizados na reação, referências culturais famosas à prática, como a do filme Debi & Lóide, além de uma patente registrada em maio de 2000 de um brinquedo que permite que o usuário armazene seus gases para futuros lançamentos de mísseis de brinquedo. De qualquer forma, não tente isso em casa. Se tentar, filme e coloque no youtube pelo menos.

Tentativa de queima de peido ou “fart lighting

Dick Assman: nome de um maluco dono de um posto de gasolina no Canadá cujo nome lhe rendeu fama na América do Norte em 1995. O champz fez tanto sucesso que foi chamado pro Late Show with David Letterman, ganhou música em seu tributo, foi chamado para diversos comerciais, serviço público e ainda recebeu várias propostas de casamento. Pesquisas feitas entre canadenses em setembro de 1995 revelaram que 49% das pessoas entrevistadas já haviam ouvido falar do nome dele antes.

Hexakosioihexekontahexafobia: define-se basicamente como o medo do número 666. O artigo cita alguns exemplos como o do ex-presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan, que quando se mudou para uma determinada localidade em Los Angeles, mudou seu endereço, de St. Cloud Road nº 666 para St Cloud Road nº 668. Além deste, fala do medo de algumas mulheres de dar a luz a filhos no dia 6 de Junho de 2006 (06/06/06).

Escala de Medição de Consistência de Cocô: tá achando nojento por quê? Alguém tem que estudar isso, ora. Para classificação da consistência do seu cocozinho de cada dia, A Universidade de Bristol desenvolveu este método de medição. O artigo da Wikipedia mostra a escala com diferentes consistências, variando em sete níveis, desde “nozes difíceis de passar” até “totalmente líquido”. Os níveis de 1 a 2 indicam constipação, os de 3 a 4 como sendo a “consistência ideal” por serem “fáceis de se defecar e por não conterem excesso de líquido”, e os níveis 5, 6 e 7 indicam tendência à diarreia.

A partir de agora, cada vez que você cagar, vai lembrar disso. E vai classificar suas fezes.

Hipnotização de Galinhas: que outra enciclopédia te ensina a hipnotizar galinhas? Pois é. A Wikipedia descreve o processo inteiro. Basta segurar a cabeça da galinha contra o chão e continuamente desenhar uma linha pelo chão com um graveto ou o dedo, começando do seu bico e se afastando dela à sua frente. Se ela for hipnotizada, pode permanecer de 15 segundos a 30 minutos viajando na linha. Além desse método, o artigo cita o método antigo e já conhecido de colocar a cabeça da galinha embaixo da própria asa.

Debugging com Pato de Borracha: consiste na leitura de um código de programa para um pato de borracha. Exatamente. Você pega seu código e literalmente o explica para um pato de borracha. A técnica é utilizada em engenharia de software e foi inventada por um programador expert, onde espera-se que pela tentativa de explicação do código a um objeto inanimado, o programador detecte e entenda erros em seu código e assim os conserte.

“Um pato de borracha ajudando a debuggar algum código em Java” – legenda da imagem do próprio artigo

I Am Rich: este artigo não chama tanta atenção por ser inusitado, mas por provavelmente conter em si a história do aplicativo mais inútil e mais bem sucedido já feito. Trata-se de um aplicativo para a plataforma iOS, que tem uma joia vermelha e brilhante no centro, que quando pressionada mostra o seguinte texto em letras grandes:

Eu sou rico
eu mereço,
eu sou bom,
saudável &
bem-sucedido.

Só um detalhe: o aplicativo não faz mais ABSOLUTAMENTE NADA.

O aplicativo é descrito como “um trabalho de arte sem absolutamente nenhuma função escondida”. I Am Rich foi vendido por 999,99 dólares ou 799,99 euros ou 599,99 libras esterlinas, valores máximos para aplicativos na AppStore. O aplicativo foi baixado OITO vezes, seis nos EUA e 2 na Europa e foi retirado da loja no dia seguinte após seu lançamento, sem explicação.

Lateralidade (destreza manual) dos Presidentes dos Estados Unidos: em minha opinião, este artigo e o da orientação do papel higiênico ficam em pé de igualdade na disputa pelo primeiro lugar no pódio da inutilidade. Nele são mostrados quais presidentes dos Estados Unidos são destros ou canhotos. O artigo também cita que cinco dos últimos 7 presidentes eram canhotos. Guarde isso, muito provavelmente você irá usar em uma prova de vestibular ou concurso um dia.

Night of the Day of the Dawn of the Son of the Bride of the Return of the Revenge of the Terror of the Attack of the Evil, Mutant, Alien, Flesh Eating, Hellbound, Zombified Living Dead Part 2: In Shocking 2-D: nome bizarro dado a uma paródia do filme Night of the Living Dead. Mesmo tendo sido distribuído em apenas 500 lojas nos EUA, o filme adquiriu status de cult. Tem 42 palavras e 164 caracteres (sem espaços), e ganhou a condecoração de ser o título de filme mais longo da língua inglesa. Pra completar, ainda tem a parte três do filme, chamada Night of the Day of the Dawn of the Son of the Bride of the Return of the Revenge of the Terror of the Attack of the Evil, Mutant, Hellbound, Flesh-Eating Subhumanoid Zombified Living Dead, Part 3.

Assim, vemos que a capacidade para a ociosidade das pessoas é tão grande quanto sua capacidade de destruição. E não seria a maior enciclopédia do mundo que fugiria da ociosidade humana, o que não deixa de ser algo positivo. Ponto para a Wikipedia, e que mais conhecimento inútil seja criado, afinal, você encontraria alguma dessas cosias e daria risada lendo a Barsa?

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s