Roupas, decepção e internet

Não sei como alguém pode gostar de comprar roupas. Talvez as pessoas bonitas gostem , mas pra nós feios, comprar roupa é constatar que nosso problema de má aparência é crônico.

Como se não bastasse eu ter nascido feio, ainda tive a desgraça de nascer muito magro e muito alto, fora de todo e qualquer padrão estético lançado pelos grandes estilistas, o que basicamente significa que roupa nenhuma fica boa em mim. Não digo boa no sentid0 de “me deixar mais bonito”, porque, ao contrário do pregado por algumas igrejas evangélicas, não existe roupa milagrosa. Digo “boa” no sentido de “não-ridícula”.

Esmiuçando ainda mais, basicamente significa que se um short fica bom na cintura, ele fica muito curto, me fazendo parecer um viajante do tempo dos anos 80 (na melhor das hipóteses).

Tênis é outra desgraça, já que, além de ter o pé desgraçadamente grande, ele é colossalmente largo, o que nos volta ao mesmo problema, quando um tênis fica bom na largura, não fica bom no comprimento, quando fica bom no comprimento não fica bom na largura.

Lógico que nem sempre as roupas não se adequam ao meu corpo, porém quando eu encontro uma que se adapte, ou ela é feia a ponto de me incomodar (entenda “eu” como o rei do desleixo) ou ela custa 3 vezes mais do que as peças que não serviram.

Aí só me resta voltar para a frente do meu computador, já que aqui eu posso ficar só de cueca o dia inteiro, e nem preciso me preocupar com a quantidade de furos dela.

E que Nimb role bons dados para vocês!

2 comentários sobre “Roupas, decepção e internet

Digaê

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s